sicnot

Perfil

País

Família acusada de escravizar homem durante 26 anos numa herdade de Évora

O Ministério Público (MP) deduziu acusação contra quatro pessoas da mesma família por escravizarem um homem durante 26 anos, numa propriedade agrícola situada no concelho de Évora, pedindo uma indemnização de 30 mil euros.

Google maps

Em comunicado publicado na página da Internet do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Évora e consultado hoje pela agência Lusa, o MP refere que os arguidos estão acusados da prática dos crimes de escravidão e de tráfico de pessoas.

A vítima "trabalhou durante 26 anos" na propriedade agrícola "sem que lhe fosse paga qualquer remuneração", em situação de "absoluta dependência", realça o MP, indicando que os arguidos apoderaram-se dos seus documentos.

Com o despacho de acusação, foi deduzido um pedido de indemnização cível no valor de 30.468 euros, assinala o Ministério Público.

O caso remonta a 2013 e a investigação esteve a cargo da Unidade Nacional de Combate ao Terrorismo (UNCT) da Polícia Judiciária (PJ).

Na altura, o homem, de 63 anos e de nacionalidade angolana, foi resgatado pela GNR, após uma denúncia, revelaram à Lusa fontes judiciais e policiais.

As mesmas fontes indicaram que o homem foi encaminhado para uma instituição que acolhe vítimas de tráfico de pessoas, acabando por falecer, em novembro do ano passado, vítima de doença prolongada.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.