sicnot

Perfil

País

MP pede julgamento coletivo para mãe do menino desaparecido na Calheta em 2014

O Ministério Público pediu o julgamento em tribunal coletivo da mãe do menino de 17 meses desaparecido na Calheta, Madeira, em janeiro de 2014, informou hoje o MP.

Lídia Freitas, mãe de Daniel (Lusa)

Lídia Freitas, mãe de Daniel (Lusa)

HOMEM DE GOUVEIA

Segundo a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL), a mãe do menino de 17 meses desaparecido na Calheta a 19 de janeiro de 2014 está acusada dos crimes de rapto e de tráfico de pessoas.

"A acusação foi deduzida contra a mãe do menor, por se terem recolhido indícios, considerados suficientes, de que foi esta a responsável pelo desaparecimento da criança, com vista a vendê-la a terceiros para que estes a pudessem adotar por via ilícita", acrescenta a PGDL.

Daniel, um menino de 17 meses, desapareceu a 19 de janeiro de 2014 de casa de familiares residentes no Estreiro da Calheta, no sítio do Lombo dos Reis Acima.

O alerta do desaparecimento da criança, que viria a ser encontrada três dias depois numa zona de floresta perto do local onde desaparecera com sinais de frio, foi dado pelos pais da criança.

A mãe de Daniel foi detida pela Polícia Judiciária para ser interrogada dois dias depois do desaparecimento da criança por suspeita de envolvimento no desaparecimento do filho.

Lusa

  • Mãe de Daniel ouvida no Tribunal Criminal do Funchal
    1:23

    País

    É ouvida, na tarde desta segunda-feira, no Tribunal Criminal do Funchal, a mãe de Daniel, o menino que esteve desaparecido durante três dias, no início do ano, na zona da Calheta, na Madeira. É suspeita de querer vender o filho. Durante a manhã, a mulher esteve no tribunal da Ponta do Sol a ser ouvida pelo procurador do Ministério Público, como explica o jornalista da SIC, Luis Garriapa.

  • Tribunal vai ouvir mãe de Daniel
    3:31

    País

    O Tribunal da Ponta do Sol, na Madeira, vai ouvir a mãe de Daniel, a criança que esteve desaparecida 3 dias na zona da Calheta, no inicio do ano. A detenção da mulher surpreendeu a comunidade madeirense. O pai da criança contou à judiciária que também já suspeitava da companheira.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.