sicnot

Perfil

País

Quase todas as regiões com risco muito alto de exposição à radiação ultravioleta

Quase todas as regiões do país apresentam hoje risco muito alto de exposição à radiação ultravioleta (UV), informa o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) na sua página da Internet.

(EPA/Arquivo)

(EPA/Arquivo)

RAINER JENSEN

De acordo com o instituto, em risco muito alto de exposição à radiação UV estão as regiões de Bragança, Faro, Guarda, Sagres, Viseu, Leiria, Aveiro, Beja, Braga, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Lisboa, Penhas Douradas, Porto, Portalegre, Santarém, Setúbal, Sines, Viana do Castelo, Vila Real, Funchal, Porto Santo, Angra do Heroísmo e Ponta Delgada.

A exceção, segundo o IPMA, vai para Horta (Açores) com níveis altos e Santa Cruz das Flores (Açores) com risco moderado.

Para as regiões com níveis muito alto, o IPMA recomenda o uso de óculos de sol com filtro UV, chapéu, t-shirt, guarda-sol e protetor solar, além de aconselhar que seja evitada a exposição das crianças ao sol.

Os índices UV variam entre menor do que 02, em que o UV é baixo, 03 a 05 moderado, 06 a 07 alto, 08 a 10 muito alto e superior a 11 extremo.

Quanto ao estado do tempo, o instituto prevê para hoje no continente céu pouco nublado, apresentando-se muito nublado no litoral das regiões norte e centro até meio da manhã, vento fraco a moderado do quadrante norte, soprando moderado a forte no litoral oeste, em especial a sul do Cabo Carvoeiro e durante a tarde, e nas terras altas, em especial das regiões centro e sul.

A previsão aponta ainda para neblina ou nevoeiro matinal em alguns locais e pequena subida da temperatura máxima.

Na Madeira prevê-se períodos de céu muito nublado, apresentando-se em geral pouco nublado nas vertentes sul, aguaceiros fracos nas vertentes norte e terras altas até ao final da manhã e vento fraco a moderado predominando de nordeste, soprando moderado a forte nas terras altas.

Para os Açores, o IPMA prevê no grupo ocidental (Flores e Corvo) céu geralmente muito nublado, condições favoráveis à formação de neblinas, períodos de chuva e vento sudoeste moderado a fresco com rajadas até 50 quilómetros por hora, tornando-se bonançoso durante a noite.

No grupo central (Faial, Pico, Graciosa, Terceira e São Jorge) está previsto períodos de céu muito nublado com abertas, tornando-se encoberto e vento fraco, tornando-se bonançoso de sudoeste.

Para o grupo oriental (São Miguel e Santa Maria), prevê-se períodos de céu muito nublado com abertas, condições favoráveis à formação de neblinas durante a madrugada e manhã e vento fraco.

Quanto às temperaturas, em Lisboa vão oscilar entre 13 e 22 graus Celsius, no Porto entre 12 e 20, em Vila Real entre 09 e 26, em Viseu entre 08 e 25, em Bragança entre 08 e 25, na Guarda entre 07 e 20, em Coimbra entre 11 e 23, em Castelo Branco entre 11 e 26, em Santarém entre 12 e 25, em Évora entre 10 e 28, em Beja entre 10 e 27 em Faro entre 15 e 26, no Funchal entre 16 e 21, em Ponta Delgada entre 17 e 21, na Horta entre 18 e 22 e em Santa Cruz das Flores entre 16 e 21.

Com Lusa

  • O tempo para hoje
    0:23

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje no continente céu pouco nublado, apresentando-se muito nublado no litoral das regiões norte e centro até meio da manhã, vento fraco a moderado do quadrante norte, soprando moderado a forte no litoral oeste, em especial a sul do Cabo Carvoeiro e durante a tarde, e nas terras altas, em especial das regiões centro e sul.

  • "Quem não deve não teme"

    Football Leaks

    O futebolista português Cristiano Ronaldo, questionado sobre a sua alegada fuga ao fisco veiculada pela investigação "Football Leaks", disse que "quem não deve não teme", numa reação difundida esta quinta-feira pela rádio espanhola Onda Cero.

  • Hospitais já registam picos de afluência apesar de casos de gripe serem ainda poucos
    2:13

    País

    A gripe ainda não chegou em força, mas nos últimos dias foram vários os hospitais com grande afluências de doentes, sobretudo idosos e com infeções respiratórias. Em alguns dias desta semana o número de doentes disparou para mais de 600, como disse à SIC o presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra.

  • Cerca de 150 civis doentes retirados de Alepo

    Mundo

    Cerca de 150 civis, a maioria doentes ou deficientes, foram retirados na noite de quarta-feira para quinta-feira de um centro de saúde de Aleppo, na parte mais antiga da cidade tomada pelo exército sírio, anunciou a Cruz Vermelha internacional.