sicnot

Perfil

País

Sete detidos em cinco distritos por comércio ilegal de bebidas alcoólicas

A Guarda Nacional Republicana (GNR) anunciou hoje a detenção de sete pessoas nos distritos de Lisboa, Setúbal, Santarém, Beja e Aveiro, por suspeitas de aquisição, transformação e introdução fraudulenta de bebidas alcoólicas no mercado.

© Michael Dalder / Reuters


"O grupo suspeito de associação criminosa, fraude fiscal e introdução fraudulenta no consumo, tinha como objetivo a introdução de bebidas alcoólicas no mercado paralelo, sem o pagamento dos impostos devidos ao Estado português, nomeadamente o Imposto sobre o Álcool e Bebidas Alcoólicas e do pagamento do Imposto Sobre o Valor Acrescentado", explica a GNR, em comunicado.

A operação dos militares do Destacamento da Ação Fiscal de Lisboa, realizada no âmbito de um inquérito crime tutelado pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal, culminou com a realização de 31 buscas, 23 das quais domiciliárias e oito não domiciliárias, tendo sido apreendido material com um valor estimado superior a 327.000 euros.

A GNR apreendeu 9.000 litros em bebidas alcoólicas, 2.313 objetos utilizados para produção e acondicionamento das bebidas, 34.000 euros em dinheiro e dez viaturas ligeiras.

Além disso, foram ainda apreendidas seis armas de fogo, 734 munições, uma mira telescópica, um silenciador, 50 telemóveis, oito computadores, um 'tablet' e milhares de documentos em papel e em suporte informático.

Quatro dos sete detidos vão ser hoje presentes a primeiro interrogatório judicial.

No decorrer da operação, desencadeada na quarta-feira, foram constituídos mais 29 arguidos entre pessoas singulares e coletivas.

A operação contou com o apoio da Unidade de Intervenção e do Comando Territorial de Lisboa da GNR, da Unidade Especial de Polícia e do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP.

Lusa

  • Fogo em Setúbal dominado
    2:31

    País

    O incêndio que deflagrou na terça-feira em Setúbal está dominado. As chamas chegaram a ameaçar as casas, o que obrigou à retirada de cerca de 500 pessoas das habitações, como medida de precaução. Também o Hotel do Sado teve de ser evacuado.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.