sicnot

Perfil

País

Maços de tabaco com imagens chocantes à venda a partir de hoje

A partir de hoje, os maços de tabaco passam a ter imagens consideradas chocantes, frases de alerta e o número de saúde 24 que disponibiliza ajuda para deixar de fumar. Ainda assim, a introdução destas embalagens será gradual.

Apesar de a rotulagem começar hoje a a ser usada nos maços de tabaco, foi definido um período de um ano (até 20 de maio de 2017) para escoar as embalagens antigas.

As novas regras para a venda de tabaco constam de legislação publicada em agosto em Diário da República e que entrou em vigor no início de janeiro, determinando que as embalagens de produtos de tabaco para fumar (como cigarros, tabaco de enrolar e tabaco para cachimbo de água) devem apresentar "advertências de saúde combinadas", que incluem texto e fotografia a cores.

Tabaco "menos atraente"

O pneumologista José Pedro Boléo Tomé esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para avaliar os impactos que a medida poderá ter nos hábitos dos portugueses e diz que o objetivo das novas imagens é tornar o tabaco "menos atraente".

Algumas das opções constantes da "biblioteca de imagens" consistem em pulmões e línguas com tumores malignos, pessoas amputadas, mortas dentro de sacos ou em camas de hospital, uma mulher a cuspir sangue ou um bebé a fumar através de uma chucha.

Estas imagens são acompanhadas de frases de alerta, entre as quais "fumar provoca 9 em cada 10 cancros do pulmão", "fumar provoca cancro da boca e da garganta", "fumar provoca acidentes vasculares cerebrais e incapacidades", "fumar agrava o risco de cegueira" e "os filhos de fumadores têm maior propensão para fumar".

Além disto, passa a ser obrigatório as embalagens conterem duas advertências: "Fumar mata - deixe já" e "O fumo do tabaco contém mais de 70 substâncias causadoras de cancro".

Ao todo, as advertências combinadas (texto e imagens) passam a ocupar 65% das embalagens, no caso dos maços de cigarros, em ambas as faces.

Está igualmente previsto arrancar hoje a linha de cessação tabágica, de acordo com a diretiva europeia que já foi transposta para a lei nacional.

A garantia foi dada no mês passado pelo diretor-geral da Saúde, no final de um encontro sobre medidas de saúde a adotar no verão, que explicou que das embalagens de tabaco vai constar a linha telefónica para a qual o fumador deve ligar para obter informações e ajuda sobre programas disponíveis para ajudar a deixar de fumar.

Com Lusa

  • Novas imagens tornam o tabaco "menos atraente"
    6:08

    País

    Os maços de tabaco com imagens chocantes vão estar à venda já a partir de amanhã. Os fumadores vão deparar-se com imagens de órgãos com tumores malignos, pessoas amputadas e mortas dentro de sacos ou em camas de hospital. José Pedro Boléo Tomé esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para avaliar os impactos que a medida poderá ter nos hábitos dos portugueses. O pneumologista diz que o objetivo das novas imagens é tornar o tabaco "menos atraente".

  • Maços de tabaco com imagens chocantes começam a ser vendidos
    0:53

    País

    Os maços de tabaco com imagens chocantes vão estar à venda já a partir desta sexta-feira. Os fumadores vão deparar-se com imagens de órgãos com tumores malignos, pessoas amputadas e mortas dentro de sacos ou em camas de hospital. Tal como noutros países, Portugal adota agora a rotulagem estipulada na legislação, publicada em agosto de Diário da República.

  • Um retrato devastador do "pior dia do ano"
    2:47
  • Um olhar sobre a tragédia através das redes sociais
    3:22
  • "Estão a gozar com os portugueses, esta abordagem tem de mudar"
    6:45

    Opinião

    José Gomes Ferreira acusa as autoridades e o poder político de continuarem a abordar o problema da origem dos fogos de uma forma que considera errada. Em entrevista, no Primeiro Jornal, o diretor adjunto da SIC, considera que a causa dos fogos "é alguém querer que a floresta arda". José Gomes Ferreira sublinha que não se aprendeu com os erros e que "estão a gozar com os portugueses".

    José Gomes Ferreira

  • "Os portugueses dispensam um chefe de Governo que lhes diz que isto vai acontecer outra vez"
    6:32

    Opinião

    Perante o cenário provocado pelos incêndios, os portugueses querem um chefe de Governo que lhes diga como é que uma tragédia não volta a repetir-se e não, como disse António Costa, que não tem uma fórmula mágica para resolver o problemas dos fogos florestais. A afirmação é de Bernardo Ferrão, da SIC, que questiona ainda a autoridade da ministra da Administração Interna para ir a um centro de operações, uma vez que é contestada por toda a gente.

  • Portugal precisa de "resultados em contra-relógio, após décadas de desordenamento florestal"
    1:18
  • Jornalista que denunciou corrupção do Governo de Malta morre em explosão

    Mundo

    A jornalista Daphne Caruana Galizia, que acusou o Governo de Malta de corrupção, morreu esta segunda-feira, numa explosão de carro. O ataque acontece duas semanas depois de a jornalista maltesa recorrer à polícia, para dizer que estava a receber ameaças de morte. A morte acontece quatro meses após a vitória do Partido Trabalhista de Joseph Muscat, nas eleições antecipadas pelo primeiro-ministro, após as alegações da jornalista, que o ligavam a si e à sua mulher ao escândalo dos Panama Papers. O casal negou as acusações de que teriam usado uma offshore para esconder pagamentos do Governo do Azerbaijão.