sicnot

Perfil

País

Vaticano assegura que segredo de Fátima foi divulgado na íntegra em 2000

O Papa emérito Bento XVI classificou como "puras invenções" os rumores que indicam que a profecia do terceiro segredo de Fátima não foi publicada na íntegra em 2000, informou hoje a Santa Sé.

© Rafael Marchante / Reuters

Nos últimos dias vários 'media' publicaram que Ratzinger, na altura à frente da Congregação para a Doutrina da Fé, confessou ao teólogo alemão Ingo Dollinguer que existia uma parte do terceiro segredo que ainda não tinha sido divulgada.

O Vaticano sublinhou hoje que Bento XVI assegurou que as frases atribuídas ao professor Dollinger são "pura invenção, absolutamente não verdadeiras" e também reiterou que a "publicação do terceiro segredo de Fátima foi completa".

A profecia de Fátima está dividida em três partes ou segredos e foi supostamente revelada pela Virgem Maria aos três pastorinhos, Lúcia, Jacinta e Francisco, em 1917, em três aparições, designadamente 13 de maio, 13 de julho e 13 de outubro.

Os segredos falam, entre outros assuntos, sobre as duas guerras mundiais ou a queda do comunismo na Rússia e foram contadas por Lúcia ao Vaticano, que as começou a divulgar a partir de 1941.

O terceiro segredo foi revelado em 2000 e refere-se, segundo o Vaticano, ao atentado sofrido por João Paulo II a 13 de maio - dia da Virgem de Fátima - de 1981, na Praça de São Pedro, pelo terrorista turco Ali Agca.

Lusa

  • Escritor e filólogo Frederico Lourenço distinguido com o Prémio Pessoa 2016

    Cultura

    O escritor, tradutor, professor universitário Frederico Lourenço foi distinguido com o Prémio Pessoa 2016. O anúncio foi feito hoje pelo presidente do júri, Francisco Pinto Balsemão, no Palácio de Seteais, em Sintra, sublinhando que a atividade de Frederico Lourenço tem como "traço singular" ter oferecido "à língua portuguesa as grandes obras de literatura clássica".

  • Governo garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo de ajuda alimentar
    1:18

    País

    O ministro da Solidariedade e Segurança Social garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo europeu de ajuda alimentar. Vieira da Silva respondeu, esta manhã, à notícia avançada pelo Jornal de Notícias que dava conta de que, este ano, o país teria desperdiçado 28 milhões de euros de um fundo europeu porque o programa ainda não está operacional. O ministro garante que o programa vai ser executado em 2017 e que este ano serviu para tomar medidas no sentido dessa implementação. Vieira da Silva assegura também que o montante disponível para o programa não foi desperdiçado e vai poder ser usado.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Explosão no Cairo faz seis mortos

    Mundo

    Seis pessoas morreram hoje numa explosão junto a um posto de controlo da polícia no Cairo, indicaram os meios de comunicação social e responsáveis egípcios.