sicnot

Perfil

País

Autoridades espanholas suspendem buscas por português desaparecido na Galiza

A Guardia Civil de Ourense suspendeu as operações de busca pelo português de 38 anos desaparecido desde sábado, quando, juntamente com mais três pessoas, entretanto resgatadas, praticava canyoning na Galiza, disse hoje à Lusa fonte da GNR.

Arquivo

Arquivo

(SIC/ Arquivo)

Segundo fonte do Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo, "as operações de busca foram suspensas cerca das 18:00 e serão retomadas, na segunda-feira, logo pela manhã".

"O corpo já foi localizado. É uma zona de muito difícil acesso. Tudo indica que o homem se encontra cadáver. Os familiares já deslocaram para aquela região galega", adiantou aquela fonte.

Hoje, durante todo o dia "a Guardia Civil espanhola mobilizou para o local um helicóptero e uma equipa de resgate em montanha".

A GNR, "através dos efetivos que possui no Centro de Coordenação Policial e Aduaneira de Tui, está a acompanhar o caso".

De acordo com aquela força policial, o homem "caiu numa fenda de difícil acesso, em Corga de Frecha, em Ourense, na Galiza", localidade que faz fronteira com Terras de Bouro, no distrito de Braga, quando praticava canyoning com mais três pessoas, dois homens de 29 e 51 anos e uma mulher de 30 anos, entretanto resgatados e que se encontram bem".

Fonte do Centro de Comando e Controlo Operacional da GNR contactada pela Lusa disse que "o alerta às autoridades foi dado pelos outros três praticantes, através do 112".

A GNR desconhece a localidade de origem dos portugueses.

Lusa

  • GNR só teve acesso às imagens das agressões em Alcochete 12 horas depois
    1:42

    Crise no Sporting

    A GNR não pôde visionar as imagens de videovigilância da Academia de Alcochete logo que chegou ao local. O sistema estava inoperacional, o que fez com que as imagens só fossem entregues quase 12 horas depois do ataque à equipa do Sporting. Entre as provas recolhidas, estão também impressões digitais e vestígios de sangue encontrados na zona do balneário.

  • Juiz considera que agressões em Alcochete foram "ato terrorista"
    1:59

    Crise no Sporting

    O juiz que decretou a prisão preventiva dos 23 detidos pelo ataque à Academia do Sporting considera que se tratou de um ato terrorista. Diz mesmo que os agressores tiveram um comportamento chocante e que perverte o espírito desportivo. Sete dos 23 detidos já foram condenados por outros crimes, mas não chegaram a pena de prisão.

  • Gonçalo Guedes: o menino franzino que jogava mais que os outros em Benavente
    8:47
  • A promessa que João Mário vai ter de cumprir se Portugal for campeão
    1:36
  • Aprovadas mudanças no acesso ao ensino superior

    País

    O Governo aprovou esta quinta-feira o decreto-lei que estabelece o currículo dos ensinos básico e secundário, bem como os princípios orientadores da avaliação, voltando a nota de Educação Física a contar para a média de acesso ao ensino superior. No caso dos alunos do ensino profissional, são eliminados requisitos considerados discriminatórios no acesso ao ensino superior.

  • Universidade de Coimbra não retira Honoris Causa a Lula
    3:30
  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC