sicnot

Perfil

País

Homem de 23 anos desaparecido no mar em Vila Nova de Milfontes

Um homem de 23 anos desapareceu hoje no mar em Vila Nova de Milfontes, no concelho de Odemira, Beja, tendo decorrido buscas infrutíferas para o encontrar, disse à agência Lusa o comandante da Polícia Marítima de Sines.

O capitão do Porto de Sines e também comandante da Polícia Marítima, José António Gouveia, indicou que o alerta foi dado cerca das 15:30, para o desaparecimento de um homem, que estava à pesca com um irmão, tendo as buscas para o encontrar começado de seguida.

"O homem, a pedido do irmão, foi buscar um balde de água ao mar, que estava agitado, deve ter sido apanhado por uma onda e desapareceu", acrescentou a mesma fonte.

O jovem, de acordo com o capitão do Porto de Sines, desapareceu numa zona de rochas, a norte do Portinho do Canal, em Vila Nova de Milfontes.

As buscas já terminaram por hoje e vão ser retomadas amanhã de manhã, disse o comandante da Polícia Marítima de Sines.

Estiveram envolvidos nas buscas, duas lanchas, uma da Polícia Marítima de Sines e outra da Estação Salva-Vidas de Sines, elementos da Polícia Marítima, veículos e operacionais dos bombeiros de Vila Nova de Milfontes, GNR, e a Associação de Salvamento e Resgate de Sines.

Lusa

  • Cinco mortos provocados pelo tufão Hato em Macau
    1:13
  • Prestação da casa aumenta pela primeira vez desde 2014
    1:17

    Economia

    Pela primeira vez em três anos, as taxas de juro do crédito à habitação, estão a subir. A subida é de apenas 1 euro, mas é a primeira desde 2014, depois de em maio deste ano ter estabilizado e em junho ter descido. A justificação para este aumento é a evolução das taxas euribor.

  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • "Burlão do amor" acusado de tirar 450 mil euros a amante
    2:21

    País

    Um homem com cerca de 50 anos é acusado de tirar 450 mil euros a uma mulher com quem começou por ter uma relação profissional. Ele pedia, ela emprestava. Anos depois, ela ficou insolvente, com dívidas à banca de 214 mil euros e sem emprego. O homem é arguido, nega a relação amorosa entre ambos, mas admite ter recebido dinheiro dela. Garante, no entanto, que tenciona pagar o que deve.