sicnot

Perfil

País

O tempo para hoje

O tempo para hoje

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje no continente períodos de céu muito nublado, aguaceiros em geral fracos e pouco frequentes, sendo mais prováveis no Minho a partir do fim da manhã e até meio da tarde, vento em geral fraco predominando de sudoeste e neblina ou nevoeiro matinal.

Na Madeira está previsto céu com períodos de muita nebulosidade, aguaceiros fracos e pouco frequentes, vento fraco a moderado de noroeste rodando para oeste e pequena descida de temperatura.

Quanto às temperaturas, em Lisboa vão oscilar entre 15 e 21 graus Celsius, no Porto entre 14 e 19, em Vila Real entre 10 e 18, em Viseu entre 10 e 17, em Bragança entre 09 e 19, na Guarda entre 08 e 15, em Coimbra entre 13 e 20, em Castelo Branco entre 11 e 21, em Santarém entre 12 e 23, em Évora e Beja entre 12 e 22, em Faro entre 15 e 21, no Funchal entre 16 e 21, em Ponta Delgada 13 e 18, em Angra do Heroísmo entre 14 e 18 e em Santa Cruz das Flores entre 13 e 17.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.