sicnot

Perfil

País

Bruxelas dá três meses a Portugal para designar zonas especiais de conservação

A Comissão Europeia deu hoje um prazo de três meses para Portugal designar as Zonas Especiais de Conservação (ZEC) nas regiões atlântica e mediterrânica, no âmbito da rede Natura 2000.

© Marcos Borga / Reuters

"Foi solicitado a Portugal que designasse sete ZEC na região atlântica até 07 de dezembro de 2010 e 54 Sítios de Importância Comunitária (SIC) na região mediterrânica até 19 de julho de 2012. Até à data, não foi designada nenhuma região", diz a Comissão Europeia, num parecer fundamentado hoje divulgado.

O parecer estipula um prazo de três meses para resposta, sob pena de o caso poder ser submetido à apreciação do Tribunal de Justiça da UE.

A Comissão Europeia salienta ainda que "as autoridades portuguesas não estabeleceram ainda as medidas de conservação necessárias para todos os sítios restantes",

Uma lacuna que Bruxelas classifica como "significativa" e que "não uma correta proteção e gestão das áreas protegidas, além de constituir uma importante ameaça para o bom funcionamento e a coerência da rede Natura 2000 no seu conjunto".

Lusa

  • Brinquedos tecnológicos para oferecer no Natal
    5:33
  • Aniversário de Marcelo passado nas comemorações dos 700 anos da Marinha
    1:45

    País

    O Presidente da República defende que é preciso continuar a investir na Armada, nas pessoas, nas capacidades e no apoio de retaguarda. No dia em que fez 69 anos, Marcelo Rebelo de Sousa esteve nas comemorações dos 700 da Marinha, onde sublinhou os sete séculos de conquistas e de combates navais.

  • Rui Rio comprometeu-se a realizar apenas dois debates
    0:45

    País

    Rui Rio disse esta terça-feira que foi apanhado de surpresa com a mudança de posição de Pedro Santana Lopes, que exige três debates entre os dois candidatos à liderança do PSD nos canais generalistas. Rui Rio reiterou ainda que se comprometeu a fazer apenas dois debates.

  • Costa anuncia reunião sobre neutralidade carbónica em fevereiro
    2:03

    País

    O Presidente francês defende que é preciso ir mais longe e mais rápido na luta contra as alteração climáticas, numa resposta à decisão de Donald Trump de retirar os EUA do Acordo de Paris. Em fevereiro, será a vez de Portugal organizar uma reunião sobre energia e transportes.