sicnot

Perfil

País

Autoridades fazem buscas no rio Minho à procura de músico espanhol desaparecido

As autoridades portuguesas e espanholas estão a realizar buscas no rio Minho à procura de um espanhol, de 35 anos, elemento de uma banda que atuou na sexta-feira à noite nas festas de Torre de Lapela, em Monção.

Arquivo

Arquivo

Em declarações à Lusa, o capitão do Porto de Caminha, Gonzalez dos Paços, explicou que o músico espanhol foi dado como desaparecido na noite de sábado, e esta manhã iniciaram-se buscas no rio Minho.

Segundo o responsável, um pescador encontrou nas margens do rio Minho, junto ao parque das merendas de Lapela, uma boquilha do instrumento de sopro que o músico espanhol tocava.

Entretanto, foram também encontradas as chaves do carro do músico nas margens deste curso de água.

"Já pedimos o reforço de mais mergulhadores, que se vão juntar à equipa de dois que desde manhã estão nas buscas", acrescentou à Lusa o capião Gonzalez dos Paços.

A banda espanhola atuou na sexta-feira nas comemorações do dia do concelho de Monção, que este ano foi assinalado com a inauguração do núcleo museológico da Torre de Lapela, um dos mais importantes monumentos do concelho.

A Torre de Lapela foi alvo de obras de conservação e requalificação no valor de 70 mil euros, comparticipadas por fundos comunitários.

Lusa

  • Passos nega que resultado das autárquicas ponham em causa liderança do PSD
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Marcelo garante que relações com Angola "estão vivas"
    1:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou esta segunda-feira as boas relações entre Portugal e Angola. À chegada a Luanda para a posse do novo Presidente angolano João Lourenço, o chefe de Estado português aproveitou para tomar um banho de mar.

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.