sicnot

Perfil

País

Associação de Empresas de Diversão garante segurança do carrossel em Matosinhos

O carrossel associado à morte de um jovem nas festas do Senhor de Matosinhos estava licenciado e cumpria todas as regras de segurança. A garantia é dada pelo presidente da Associação Portuguesa de Empresas de Diversão.

29 de novembro: Crianças andam de carrossel num mercado de Natal, em Berlim.

29 de novembro: Crianças andam de carrossel num mercado de Natal, em Berlim.

© Hannibal Hanschke / Reuters

Luís Paulo Rodrigues explica que todos os equipamentos nas festas do Senhor de Matosinhos foram minuciosamente inspecionados e assegura que não é emitido nenhum certificado sem uma inspeção pormenorizada.

O presidente da Associação entende que o acidente de domingo à tarde não foi provocado por "uma cadeira que se soltou" mas antes por um "mau comportamento do utilizador".

Foi feito, por isso, um apelo para que sejam cumpridas as regras de segurança expostas nas bilheteiras.

Também o Inspetor-Geral da ASAE defende que fiscalização feita a carrosséis é a suficiente.

  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espirito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espirito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Mais de 60% dos jovens não usam preservativo e 1/4 acredita que SIDA transmite-se pelos talheres
    1:42
  • Há mais um suspeito do massacre de Las Vegas 
    0:27

    Mundo

    Em outubro passado, Stephen Paddock abriu fogo sobre os espetadores de um concerto de música country, em Las Vegas, matando 58 pessoas e ferindo quase 500, no mais sangrento tiroteio da história norte-americana recente. A novidade é que a polícia federal dos EUA abriu uma investigação sobre um segundo suspeito no tiroteio. A Polícia Metropolitana disse que não há ainda um motivo para o tiroteio mas aponta como uma das possíveis razões o facto de Stephen Paddock ter perdido uma grande quantia de dinheiro. Os investigadores descobriram ainda que o atirador possuía pornografia infantil no seu computador.