sicnot

Perfil

País

Executivo de Matosinhos quer regulamentar circulação de transportes turísticos

A Câmara de Matosinhos vota na reunião de terça-feira uma proposta de regulamento dos circuitos turísticos no concelho, com o qual pretende compatibilizar circulação turística com transporte público.

ESTELA SILVA

"O presente regulamento pretende promover uma equilibrada compatibilização entre a circulação turística, nos diferentes modos que a compõem, e o transporte público sem fim turístico, salvaguardando acessibilidade e a fluidez na circulação", refere a proposta do pelouro dos transportes e mobilidade a que hoje a Lusa teve acesso.

O Projeto de Regulamento de Circuitos Turísticos em Matosinhos visa ainda "promover uma atenta gestão da utilização do espaço público, evitando fenómenos de congestionamento de algumas zonas urbanas mais procuradas pelos operadores turísticos".

No regulamento, a ser debatido na reunião de câmara de terça-feira, a câmara de Matosinhos determina que serão atribuídas licenças de exploração de circuitos turísticos a 40 autocarros, 50 veículos tuk-tuks e quatro comboios turísticos.

A autarquia define ainda quais os pontos de paragem e terminais dos veículos dedicados ao transporte turístico que, segundo a proposta de regulamento, poderão circular entre as 09:00 e as 22:00.

Na reunião de câmara de terça-feira será também votada a proposta do executivo para que a transportadora Resende mantenha o regime de exploração do transporte público no concelho.

"A operação da Resende, pela dimensão do seu impacto no território de Matosinhos e características próprias, tem vindo a merecer particular atenção do Município, que prevê autorizar a manutenção do regime de exploração a título provisório dos operadores privados até 3 de dezembro de 2019", pode ler-se na proposta.

Em contrapartida, a empresa terá que implementar diversas melhorias no serviço e material circulante, integrar o sistema Andante em algumas carreiras (104, 118, 119, 124 e 1300) e criar novas linhas.

Segundo o documento, ficou consensualiza a implementação de uma nova linha 124, com origem no Hospital Pedro Hispano e destino no Hospital Boa Nova.

A reunião de câmara está marcada para as 14:45 nos Paços do Concelho.

Lusa