sicnot

Perfil

País

Farmacêuticas pagaram 160 milhões ao setor da saúde, mas profissionais declararam menos de metade

A indústria farmacêutica declarou ter pago nos últimos três anos quase 160 milhões de euros em patrocínios e apoios a profissionais de saúde, sociedades científicas, associações de doentes e outras entidades.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Mark Blinch / Reuters

Os números foram ontem divulgados pelo Infarmed, mas mostram que o valor declarado por quem recebeu é, ainda assim, bastante diferente. Não chega aos 70 milhões de euros.

De acordo com o Infarmed, dos 69 milhões de euros de patrocínios recebidos, as sociedades médicas declararam apoios superiores a 27 milhões.

Os profissionais de saúde são o segundo grupo com maior peso com 19 milhões, seguidos de outras entidades coletivas. Os números constam da Plataforma de Comunicações - transparência e publicidade, criada em nome da transparência entre todos os intervenientes no setor do medicamento, sob forte contestação do anterior ministro da Saúde Paulo Macedo.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Donald Trump já está no Vaticano 
    1:32