sicnot

Perfil

País

Farmacêuticas pagaram 160 milhões ao setor da saúde, mas profissionais declararam menos de metade

A indústria farmacêutica declarou ter pago nos últimos três anos quase 160 milhões de euros em patrocínios e apoios a profissionais de saúde, sociedades científicas, associações de doentes e outras entidades.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Mark Blinch / Reuters

Os números foram ontem divulgados pelo Infarmed, mas mostram que o valor declarado por quem recebeu é, ainda assim, bastante diferente. Não chega aos 70 milhões de euros.

De acordo com o Infarmed, dos 69 milhões de euros de patrocínios recebidos, as sociedades médicas declararam apoios superiores a 27 milhões.

Os profissionais de saúde são o segundo grupo com maior peso com 19 milhões, seguidos de outras entidades coletivas. Os números constam da Plataforma de Comunicações - transparência e publicidade, criada em nome da transparência entre todos os intervenientes no setor do medicamento, sob forte contestação do anterior ministro da Saúde Paulo Macedo.

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.