sicnot

Perfil

País

Ferreira Torres promete voltar à política ativa em 2017

O antigo presidente da Câmara do Marco de Canaveses e ex-vereador em Amarante prometeu, em declarações à Lusa, que vai voltar à vida política ativa em 2017, nas eleições autárquicas, mas não revela em que concelho.

LUSA

"Vou dar algum sinal nas autárquicas, ainda não sei onde, mas vou voltar à vida política", afirmou.

Atualmente com 71 anos e após cerca de dois anos a lutar contra um problema de saúde, Avelino Ferreira Torres diz-se "capaz" de voltar a trabalhar.

"A minha maneira de trabalhar foi sempre a mesma: trabalhar em prol das populações e nunca quis tachos", assinalou, acrescentando: "Sigo muito aquilo que o Marquês do Pombal fez e é para quem eu olho quando penso num concelho, na sua organização e nas populações".

Avelino Ferreira Torres presidiu à autarquia de Marco de Canaveses entre 1983 e 2005, eleito em listas do CDS, ano em que deixou o cargo para se candidatar, como independente, à vizinha Câmara de Amarante, a sua terra natal.

No intenso combate que então travou, à frente do movimento "Amar Amarante", com o presidente socialista Armindo Abreu, acabou por sair derrotado, apesar de ter contribuído para o PS ter perdido a maioria absoluta.

Recordando hoje o que se passou quando se candidatou àquela autarquia, Torres diz não estar arrependido de ter avançado para a sua terra natal.

"Fui com entusiasmo, porque era a minha terra", comentou.

À Lusa acrescentou que também correspondeu ao chamamento de "muitas pessoas influentes" de Amarante que desejavam para o seu concelho o "desenvolvimento" que, como autarca, proporcionara em Marco de Canaveses.

Sobre o resultado adverso que obteve naquelas eleições, considerou que se deveu ao facto de ter sido vítima de "mentiras" na véspera da ida às urnas, nomeadamente de que teria fugido para o Brasil ou Cabo Verde, alegadamente por causa dos processos judiciais em que era arguido.

Posteriormente, dos dois julgamentos saiu absolvido, mas, entretanto, tinha sido derrotado na sua candidatura.

"Por isso perdi as eleições em Amarante", concluiu, enquanto deixava críticas à atual gestão social-democrata naquele concelho.

Lusa

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.

  • Avião da Qatar Airways aterra de emergência nas Lajes
    0:47

    País

    Aterrou de emergência nos Açores, esta manhã, um avião da Qatar Airways. A turbulência obrigou à manobra que causou pelo menos 10 feridos nos passageiro do avião que fazia ligação de Washington para Doha, capital do Qatar, e foi desviado para a base aérea das Lajes. Os passageiros desembarcaram, como registou no Twitter um jornalista da Al-Jazzera que seguia a bordo. Segundo este depoimento, uma pessoa foi levada para o hospital com problemas cardíacos.

  • Óscar do turismo para empresa que gere património de Sintra
    1:51

    Cultura

    A Parques de Sintra ganhou, pelo quarto ano consecutivo, os World Travel Awards na categoria de "Melhor Empresa de Conservação do Mundo". A empresa portuguesa, que gere monumentos, parques e jardins situados na zona da Paisagem Cultural de Sintra e em Queluz, voltou a ser a única nomeada europeia na categoria, e foi a vencedora entre candidatos de todo o mundo.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.