sicnot

Perfil

País

Ferro Rodrigues diz que entusiasmo de Marcelo Rebelo de Sousa é contagioso

O presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, que hoje esteve com o chefe de Estado em duas iniciativas no parlamento, considerou que Marcelo Rebelo de Sousa transmite um entusiasmo que é contagioso.

Miguel A.Lopes

Ao final do dia, Ferro Rodrigues acompanhou Marcelo Rebelo de Sousa à sessão de encerramento da IX Conferência sobre Crianças Desaparecidas, no auditório do edifício novo da Assembleia da República, na qual não estava previsto falar, mas foi-lhe dada a palavra.

"Quero deixar em especial uma palavra de muito apreço ao senhor Presidente da República, que hoje está aqui em duas sessões na Assembleia da República com o mesmo entusiasmo de sempre, que é contagioso, e muito bem", declarou Ferro Rodrigues.

O presidente da Assembleia da República disse ao chefe de Estado que, "apesar de não ser muito protocolar, as portas e os passeios desta Assembleia estão sempre abertos para a sua presença".

Depois, referiu que Marcelo Rebelo de Sousa "nunca tinha entrado neste edifício" do parlamento. "Espero que seja a primeira de muitas vezes, não apenas nesta, mas em muitas salas desta Assembleia", acrescentou.

Em seguida, o Presidente da República agradeceu a Ferro Rodrigues a forma como o recebeu hoje "em dois encontros consecutivos" na Assembleia da República, "numa quebra de praxe constitucional".

Marcelo Rebelo de Sousa salientou que "não há nada que o impeça na Constituição ou na lei", mas o Presidente da República "apenas tem vindo nos últimos 40 anos de vida democrática à Assembleia da República para tomar posse ou para teoricamente dirigir mensagens ao plenário da Assembleia, o que nunca aconteceu presencialmente".

"Mas não há nada como as praxes para serem de vez em quando ultrapassadas", considerou.

Uma hora antes de encerrar esta conferência organizada pelo Instituto de Apoio à Criança, Marcelo Rebelo de Sousa presidiu à sessão de encerramento do Fórum das Políticas Públicas, na Sala do Senado, e já nessa ocasião falou na "praxe constitucional" sobre as visitas do Presidente à Assembleia da República e agradeceu a Ferro Rodrigues.

"O Presidente da República nunca vem à Assembleia da República, salvo para tomar posse ou para se dirigir em mensagem ao plenário da Assembleia. Acabou de se quebrar essa praxe constitucional, que é um exemplo da magnífica cooperação pessoal e institucional que tem existido desde o início do mandato deste Presidente da República", considerou.

Lusa

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa. A Direção-Geral de Saúde vai divulgar ainda esta terça-feira as normas de orientação clínica para que os médicos possam lidar da melhor maneira com este surto.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Incêndio num estádio em Xangai destrói parte da bancada

    Mundo

    O Estádio Hongkou da equipa chinesa Shanghai Shenhua foi atingido esta terça-feira por um incêndio que acabou por danificar parte da bancada e algumas salas no interior da infraestrutura. Para o local, foi enviada uma equipa de bombeiros que conseguiu controlar as chamas.