sicnot

Perfil

País

Segunda época de reintrodução de lince em Portugal termina com libertação de fêmea

O Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) anunciou ter terminado hoje a segunda época de reintrodução de lince ibérico em Portugal com a libertação na natureza de uma fêmea da espécie no Alentejo.

Num comunicado enviado à agência Lusa, o ICNF explica que a fêmea hoje libertada, no concelho de Mértola, no distrito de Beja, chama-se "Moreira" e nasceu a 06 de março de 2015 no Centro de Cria de Lince Ibérico El Acebuche, na Andaluzia, em Espanha.

Com a libertação de Moreira, "terminou a segunda época de reintrodução de exemplares de lince ibérico" em Portugal, no âmbito do Projeto de Recuperação da Distribuição Histórica do Lince-Ibérico em Espanha e Portugal "LIFE+Iberlince".

"Dá-se, assim, mais um passo em direção ao estabelecimento de uma população selvagem e viável [de lince ibérico], numa área geográfica que já foi parte da sua área de distribuição histórica, regressando à coexistência milenar com os humanos", frisa o instituto.

Segundo o ICNF, "para o lince-ibérico, uma população viável será alcançada quando se obtiverem cerca de 50 fêmeas estabilizadas no território", o que se "espera prosseguir" com a segunda época de processo de reintrodução da espécie.

Desde dezembro de 2014, quando começou a libertação de exemplares de lince ibérico em Portugal, já foram libertados 19 animais na natureza, no Parque Natural do Vale do Guadiana, no concelho de Mértola, no âmbito do projeto e nas duas épocas de reintrodução, mas só 17 estão vivos, após a morte de duas fêmeas.

O ICNF já confirmou o nascimento na natureza de três crias de lince ibérico, filhas de duas fêmeas do núcleo de animais já libertados no concelho de Mértola, o que constitui "um dos mais relevantes marcos na já longa história da conservação do lince ibérico em Portugal", iniciada há mais 30 anos com a campanha da Liga para a Proteção da Natureza (LPN) "Salvemos o lince e a Serra da Malcata".

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.