sicnot

Perfil

País

CDS propõe possibilidade de conciliar a reforma com trabalho a tempo parcial

O PS deu luz verde para a discussão na especialidade do pacote legislativo do CDS sobre o envelhecimento ativo. Os 19 diplomas foram hoje debatidos, em plenário, mas acabaram por não ser votados. As medidas incluem a possibilidade de conciliar a reforma com o trabalho a tempo parcial, e alterações ao Código Civil para impedir que pessoas condenadas por maus tratos a idosos possam beneficiar da herança da vítima. O final dos trabalhos foi marcado pela despedida de Paulo Portas.

Reuters/Arquivo

Reuters/Arquivo

© Alexandre Meneghini / Reuters

Os centristas tinham pedido consenso neste processo legislativo. O PS mostrou abertura a esse diálogo, ao deixar que as propostas sejam analisadas pelas respetivas comissões parlamentares.

O tom do debate foi de críticas à esquerda. Bloco de Esquerda, PCP e Os Verdes acusaram o CDS de fazer dos idosos uma "bandeira de ocasião", depois de os empobrecerem ao longo dos últimos quatro anos.

O ex-líder centrista voltou a defender a necessidade de reformar o sistema de Segurança Social, numa sociedade cada vez mais envelhecida.

  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.

    Em atualização

  • Inspetores do SEF cansados das promessas do Governo
    1:00

    País

    O sindicato do SEF garante que a segurança contra o terrorismo vai ser assegurada na greve de quinta-feira e sexta-feira nos aeroportos. Acácio Pereira, do sindicato, diz que os inspetores são quase escravos e que estão fartos das promessas do Governo. A greve deverá afetar cerca de 30 mil pessoas. 

  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".