sicnot

Perfil

País

Município de Lisboa arrecada mais de 7 milhões de euros com venda de 15 prédios

A Câmara de Lisboa arrecadou hoje 7,3 milhões de euros, mais do dobro do valor previsto, com a venda de 15 prédios urbanos, no âmbito do programa Reabilita Primeiro, Paga Depois, informou o município.

Vários jovens ocuparam um prédio devoluto na rua de São Lázaro, em Lisboa, em solidariedade com o grupo de ativistas do movimento Es.Col.A / Reuters

Vários jovens ocuparam um prédio devoluto na rua de São Lázaro, em Lisboa, em solidariedade com o grupo de ativistas do movimento Es.Col.A / Reuters

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

"Tínhamos 15 prédios em hasta pública e vendemos os 15. Os prédios tinham um preço base de 3,7 milhões de euros e o valor total arrematado foi 7,3 milhões de euros", disse à agência Lusa o diretor municipal de Gestão Patrimonial, António Furtado.

Os imóveis situam-se na Penha de França, Santo António, Santa Maria Maior, São Vicente, Ajuda, Beato, Misericórdia, Campo de Ourique e Marvila.

De acordo com António Furtado, a hasta pública - que se iniciou perto das 10:00 e só terminou depois das 18:00 - contou com 138 candidatos.

"O interesse das pessoas pelas hastas está bem patente e esta foi uma hasta com muita disputa e muita concorrência em todos os prédios, desde os de valor mais elevado aos de valor mais baixo", observou o responsável.

No que toca ao tipo de interessados, "manteve-se o perfil que já conhecemos do programa [Reabilita Primeiro, Paga Depois], em que há uma média de 50-50 entre empresas e pessoas em nome individual", assinalou António Furtado.

Criado em 2013, o programa Reabilita Primeiro, Paga Depois prevê a venda de prédios municipais devolutos para serem recuperados.

O pagamento à Câmara pode ser efetuado até à conclusão da reabilitação, que varia entre 21 e 28 meses, tendo em conta o licenciamento, a execução das obras e a colocação do imóvel no mercado.

Os compradores que optarem pelo pronto pagamento têm um desconto de 10% sobre o valor da compra.

"Para nós, este foi mais um sucesso do Reabilita Primeiro, Paga Depois, não só por causa do resultado financeiro, mas porque é uma garantia de que mais 15 prédios vão estar reabilitados na cidade no prazo máximo de dois anos", referiu o responsável da Direção Municipal de Gestão Patrimonial.

Nestes três anos de programa, realizaram-se oito hastas públicas, nas quais foram vendidos todos os 118 prédios ali colocados.

O valor arrecadado até agora com o Reabilita Primeiro, Paga Depois é de cerca de 35 milhões de euros, segundo a informação da autarquia transmitida hoje à Lusa.

Lusa

  • Ronaldo terá colocado milhões de euros nas Ilhas Virgens britânicas
    4:15

    Desporto

    José Mourinho e Cristiano Ronaldo são apenas dois dos nomes da maior fuga de informação na história do desporto. A plataforma informática Football Leaks forneceu milhões de documentos à revista alemã Der Spiegel, entre os quais documentos que indicam que o capitão da seleção nacional terá colocado milhões de euros da publicidade nas Ilhas Virgens britânicas. Os dados foram analisados por um consórcio de 60 jornalistas, do qual o Expresso faz parte, numa investigação que pode ler este sábado no semanário.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.