sicnot

Perfil

País

Marcelo acredita em consenso partidário contra sanções de Bruxelas

Marcelo acredita em consenso partidário contra sanções de Bruxelas

O Presidente da República entende que é possível um entendimento entre a esquerda e a direita para uma posição conjunta contra eventuais sanções a Portugal. Marcelo Rebelo de Sousa falou durante a visita à Feira da Agricultura em Santarém.

"Os consensos são consensos, portanto são à direita e à esquerda. Não há consensos só à direita e só à esquerda. O ideal era que em grandes questões nacionais houvesse consensos muito largos, envolvendo direita e esquerda", disse o Presidente da República.

Sublinhando que "tudo o que seja alargar os consensos é bom", Marcelo Rebelo de Sousa deu o exemplo do PS ao ensaiar no parlamento "um consenso com os partidos de direita para, em conjunto com os partidos de esquerda, em Bruxelas, dizer não a sanções a Portugal".

"Esse é um consenso muito amplo, porque vai da esquerda à direita, da direita à esquerda", disse, declarando-se convicto de que "há caminho" para que ele aconteça, mas, "é preciso que se chegue lá".

Com Lusa

  • William e Kate apresentam o filho ao mundo
    1:42
  • Marcelo defende debate alargado sobre saúde
    0:57

    País

    O Presidente da República defende que um debate profundo sobre o futuro da saúde deve envolver todos os intervenientes políticos. Para Marcelo Rebelo de Sousa quanto mais partidos estiverem envolvidos na discussão, melhor.

  • Governo apresenta medidas que privilegiam arrendamento e reabilitação
    1:16

    País

    O Governo apresentou esta tarde um novo pacote de medidas para a habitação. Trata-se de uma visão que privilegia o arrendamento e a reabilitação como formas de garantir o acesso a todas as famílias a uma habitação adequada. O primeiro-ministro diz que é preciso segurança nos contratos de arrendamento e avança por isso como uma proposta de benefícios.

  • Salah Abdeslam e cúmplice condenados a 20 anos por tentativa de assassínio de cariz terrorista
    1:11

    Mundo

    O único suspeito vivo dos ataques de Paris em 2015 foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por um tribunal belga, num processo paralelo, que remete para o momento em que foi detido em Bruxelas, em março de 2016. Salah Abdeslam e um cúmplice foram considerados culpados de tentativa de assassínio de cariz terrorista pela participação numa troca de tiros com a polícia belga da qual resultaram três agentes feridos. 

  • Beyoncé e a irmã caem no Coachella e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC