sicnot

Perfil

País

Suspeito de homicídio à saída de discoteca no Seixal interrogado pela PJ

O suspeito da autoria dos disparos que provocaram um morto e dois feridos graves hoje de manhã à saída de uma discoteca, em Santa Marta de Corroios, Seixal, está a ser interrogado pelas autoridades, revelou à Lusa fonte policial.

SIC

De acordo com a mesma fonte, o suspeito foi identificado e localizado durante a tarde na zona da Amadora e está com os investigadores da Polícia Judiciária (PJ), embora ainda não formalmente detido.

O homem é suspeito da autoria dos disparos que provocaram a morte de um jovem de 24 anos e ferimentos graves em duas outras pessoas, que foram transportadas para o Hospital Garcia de Orta, em Almada, também no distrito de Setúbal.

Outra fonte policial explicou à Lusa que "o principal suspeito" dos disparos foi encontrado na freguesia da Mina, no concelho da Amadora, identificado e encaminhado para a Esquadra de Investigação Criminal (EIC) da Amadora da Polícia de Segurança Pública.

Cerca das 20:00, inspetores da PJ ainda se mantinham nas instalações da EIC da Amadora.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.