sicnot

Perfil

País

GNR apanhou 10.855 condutores com álcool este ano

A GNR apanhou este ano 10.855 condutores com excesso de álcool, menos 10 por cento do que em igual período de 2015, indicou a corporação, que inicia hoje uma operação de fiscalização ao álcool e drogas.

Em comunicado, a Guarda Nacional Republicana avança que, desde o início do ano, foram submetidos ao teste de alcoolemia 516 mil condutores, dos quais 10.855 conduziam com taxa de álcool no sangue (TAS) superior ao permitido por lei, menos 1.153 do que no mesmo período de 2015 (menos 10%).

Dos 10.855 condutores com álcool, 41 por cento (4.462) conduziam com TAS igual ou superior a 1,2 gramas por litro, considerado crime, adianta aquela força de segurança.

Segundo a GNR, Aveiro (1.274), Braga (1.259) e Faro (1.205) foram os distritos com mais condutores apanhados a conduzir com excesso de álcool.

Já os distritos com menos condutores com álcool este ano são Portalegre (146) e Bragança (148).

Os dados foram avançados na semana em que a GNR realiza em todo o país a operação "Tispol Alcohol e drugs", ação de fiscalização à condução sob efeito do álcool e drogas.

De acordo com a GNR, as ações de fiscalização são "direcionadas sobretudo para as vias e locais onde as infrações por excesso de álcool e consumo de substâncias psicotrópicas são mais frequentes".

A operação, que termina no domingo, é realizada de igual modo em todos os países da Europa e enquadra-se no plano definido pela European Traffic Police Network (TISPOL), organismo que congrega todas as polícias de trânsito da Europa, no qual a GNR é representante nacional, e pelo Euro Controle Route, grupo de serviços de controlo das estradas europeias cujo objetivo é o de melhorar a segurança rodoviária.

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.