sicnot

Perfil

País

Serralves em Festa com número recorde de 161.244 visitantes

O número final de visitantes da edição de 2016 do Serralves em Festa, no Porto, foi de 161.244, "a maior afluência de sempre" de todas as 13 edições do evento, referiu hoje a Fundação de Serralves.

JOS\303\211 COELHO

Em comunicado, a instituição recorda que foram 40 horas 'non stop', com mais de 250 eventos em todos os espaços da Fundação de Serralves.

O Serralves em Festa iniciou-se às 00:00 de sábado e prolongou-se até às 24:00 de domingo, com entrada gratuita e com ofertas de música, teatro, dança, arte contemporânea e nomes como Calibro 35, banda de "funk" italiana, Powerplant, do produtor de música eletrónica Shackleton, o circo acrobático dos franceses Aurélien Bory e Phil Soltanoff, ou Oxidation Machine, projeto do portuense Jonathan Saldanha.

Esta edição contou também com uma visita do presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, na manhã de domingo.

Em declarações aos jornalistas, Marcelo Rebelo de Sousa considerou "impressionante" a forma como as pessoas vivem e sentem Serralves referindo não conhecer "nada parecido em Portugal".

O lema da 13.ª edição do Serralves em Festa foi "Juntar Mundos".

Lusa

  • Curiosidades sobre o Mundial da Rússia
    3:08
  • Inocência e talento marcaram o 9.º dia de Mundial
    0:56
  • Ronaldo no País dos Sovietes: Algumas curiosidades
    1:54
  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • A queda aparatosa do selecionador do Brasil
    0:05
  • Dia de limpezas em Chaves após violenta tempestade
    2:44
  • Athanasia, uma mulher sem medo das alturas
    0:35

    Mundo

    É grega, chama-se Athanasia Athineau, tem 29 anos e pertence à unidade de forças especiais da Grécia. O salto que podemos ver é de 10 mil pés, mas Athanasia faz também saltos de 30 mil. Neste caso, caíu a uma velocidade de 250 quilómetros por hora antes de abrir o pára-quedas.

  • Talheres de Hitler vendidos por 14 mil euros

    Mundo

    Um conjunto de duas facas, três colheres e três garfos de prata, que pertencia a Adolf Hitler, foi vendido em Dorset, Inglaterra, pelo valor de 12.500 libras (aproximadamente 14.200 euros). O serviço de talheres foi criado no âmbito das celebrações do 50.º aniversário do ditador nazi.

    SIC