sicnot

Perfil

País

Trânsito condicionado em Lisboa no fim de semana e na segunda-feira

A circulação de trânsito estará condicionada no fim de semana e na segunda-feira em várias artérias da zona ribeirinha e do centro histórico de Lisboa devido às comemorações do Dia de Portugal, foi hoje anunciado.

Arquivo

Arquivo

LUSA

Em comunicado, a Câmara de Lisboa adianta que os condicionamentos começam no sábado, estando nesse dia "interrompida a circulação viária entre as 10:00 e as 11:00 na Avenida Ribeira das Naus".

No domingo, "a circulação é interrompida das 08:00 às 13:00 no troço das avenidas Infante D. Henrique, Ribeira das Naus, Cais do Sodré e 24 de Julho, compreendido entre a Avenida Mouzinho de Albuquerque e a Avenida D. Carlos I, para o tráfego proveniente de nascente e de poente, bem como toda em a Baixa a partir dos Restauradores, para o tráfego proveniente de norte".

Já na segunda-feira, a circulação será interrompida nas mesmas artérias de domingo a partir das 06:00. O tráfego automóvel "reabrirá a partir das 04:00 de terça-feira".

Os desvios de trânsito e alterações à circulação serão coordenados pela polícia.

A Cerimónia Militar do Dia de Portugal, que inclui um desfile aéreo e um outro naval, realiza-se entre as 10:00 e as 12:00 de segunda-feira, no Terreiro do Paço.

Lusa

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.