sicnot

Perfil

País

Governo dá prioridade a retirada de amianto em projetos de eficiência energética

O Governo anunciou hoje que vai dar prioridade à retirada do amianto dos edifícios públicos que apresentem projetos com garantia de aumento da eficiência energética.

(Arquivo)

(Arquivo)

© STR New / Reuters

"Existem 2.000 edifícios públicos ainda com amianto" e sem alocação de fundos para os trabalhos para a sua retirada, disse hoje o ministro do Ambiente.

João Matos Fernandes falava após a reunião extraordinária do Conselho de Ministros dedicada ao ambiente e que decorreu no convento da Arrábida, no concelho de Setúbal.

Segundo o governante, "a priorização dos investimentos está por fazer e cabe a cada ministério promover as obras para a eficiência".

As obras do amianto podem ser realizadas através do programa para a eficiência energética dos edifícios da Administração Pública, área que tem uma verba de 200 milhões de euros.

No Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), há uma parcela destinada à eficiência energética dos imóveis que "vai dar prioridade à retirada do amianto dos edifícios para dotar de músculo financeiro" esta tarefa.

O comunicado do Conselho de Ministros refere ainda que o Fundo Nacional de Reabilitação do Edificado estará em pleno funcionamento em outubro e que poderão ser apresentados projetos a partir de hoje.

"Durante o ano de 2017 começam as obras e em casos de intervenções menos profundas as casas podem chegar ao mercado ainda nesse ano", avançou o ministro.

O governante salientou que a política do seu Ministério se desenvolve a partir da descarbonização da sociedade, concretização da economia circular e valorização do território.

O Governo aprovou ainda a redução do uso excessivo do transporte rodoviário individual nas áreas metropolitanas (89,3%), colocando as empresas Carris, em Lisboa, e STCP (Sociedade de Transportes Coletivos do Porto), na região do Porto, na alçada das autarquias.

O Conselho de Ministros realizou-se para marcar o Dia Mundial do Ambiente, assinalado no domingo.

Lusa

  • As confissões de Sérgio Conceição: do futuro no FC Porto à zanga com Rui Vitória 
    43:14
  • Marcelo descobre que vê mal "ao longe à esquerda"
    2:05

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa recebeu uma declaração dos médicos contra a despenalização da eutanásia. A audiência ao atual bastonário e cinco antecessores acontece a uma semana do tema ir a debate no Parlamento, e no dia em que o Presidente da República foi a estrela do Dia da Segurança Infantil. Marcelo aproveitou para fazer um rastreio à visão e concluiu que tem que estar "atento", à esquerda, ao longe".

  • PS "vai ficar em banho-maria durante anos" por causa de Sócrates
    0:59

    País

    Miguel Sousa Tavares considera que o PS vai ficar em "banho-maria" durante anos por causa de José Sócrates. Em entrevista na SIC Notícias, o comentador criticou os dirigentes socialistas pela forma como se tentaram demarcar do ex-primeiro-ministro e disse que António Costa devia ter tomado uma atitude mais concreta.

  • Sabia que pode emprestar dinheiro a empresas e ganhar 7% em juros por ano?
    8:05
  • É desta que provam a existência do monstro de Loch Ness?

    Mundo

    Para muitos, o monstro de Loch Ness não passa de uma lenda. A verdade é que a existência ou não desta criatura mística continua a suscitar debates entre aqueles que acreditam e os cépticos. Uma equipa internacional de investigadores quer responder finalmente à questão através da recolha de ADN ambiental do Loch Ness, na Escócia.

    SIC