sicnot

Perfil

País

António Costa defende consensos alargados e diz que é preciso dar tempo ao PSD

O primeiro-ministro defendeu hoje que Portugal precisa de "consensos alargados sobre os grandes desafios", apontando como exemplo a qualificação dos portugueses como base para a competitividade, e considerou que é preciso dar tempo ao PSD.

TIAGO PETINGA

António Costa assumiu esta posição em declarações aos jornalistas, no último dia de uma visita a Paris em conjunto com o chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, depois de considerar que existe "uma grande unidade na defesa dos interesses nacionais" entre Governo e Presidente da República.

Questionado sobre a relação com o PSD, respondeu: "Eu acho que é preciso dar tempo e também respeitar as diferenças dos outros. E acho que temos de conseguir ir superando e vencendo essas diferenças".

"O país viveu aqui momentos de alguma tensão. Acho que hoje estão superados, e estou certo de que também o PSD se saberá juntar a esse movimento, que é um movimento que todo o país deseja, de nos concentrarmos nos desafios do futuro", acrescentou.

Lusa

  • Oceanário de Lisboa dá formação sobre impacto da acumulação de plásticos nos oceanos
    2:37
  • Trump e Netanyahu discutiram "ameaças que o Irão coloca"

    Mundo

    O novo Presidente norte-americano, Donald Trump, e o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, debateram "as ameaças que o Irão coloca" e concordaram que a paz israelo-palestiniana só pode ser "negociada diretamente", anunciou este domingo a Casa Branca.