sicnot

Perfil

País

"Alfama é que é"... a vencedora das Marchas Populares

O bairro de Alfama foi o vencedor da edição deste ano das Marchas Populares de Lisboa, anunciou hoje a Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC).

JOS\303\211 SENA GOUL\303\203O

O segundo lugar foi atribuído à marcha da Penha de França e o terceiro à marcha de Alto do Pina.

Este ano, as Marchas Populares fizeram uma alusão ao 170.º aniversário do nascimento de Rafael Bordalo Pinheiro e ao 50.º aniversário da construção da Ponte Sobre o Tejo (Ponte 25 de Abril).


Segundo a EGEAC, as marchas são avaliadas com uma pontuação de 0 a 20 e em dois momentos, no pavilhão MEO Arena e na Avenida da Liberdade, nas categorias de coreografia, cenografia, figurino, melhor letra, musicalidade, melhor composição original e desfile da avenida.

Por categorias, Alfama, Anto do Pina e Penha de França foram os bairros melhor classificado na coreografia, Alcântara na cenografia e Alcântara, Alto do Pina e Bairro Alto nno figurino.

O título de melhor letra foi arrecadado pela marcha da Madragoa, já na categoria de musicalidade destacaram-se os bairros de Alfama, Alto do Pinae e Penha de França e a melhor composição original foi "Manjerico", de Alfama.

A marcha de Alfama foi a vencedora na categoria de desfile da avenida, informou ainda a EGEAC.

À semelhança de anos anteriores, a 84.ª edição das Marchas Populares de Lisboa contou com a participação 20 marchas em competição: Alto do Pina - vencedora do ano passado -, Alfama, Alcântara, Bela Flor -- Campolide, Campo de Ourique, Carnide, Penha de França, Bairro da Boavista, Bairro Alto, Benfica, Ajuda, Madragoa, São Vicente, Bica, Mouraria, Santa Engrácia, Marvila, Graça, Olivais e Lumiar.

As marchas que entraram este ano a concurso foram Campo de Ourique, Penha de França e Bairro da Boavista - esta última participa nas Marchas Populares pela primeira vez -, ocupando o lugar das marchas de São Domingos de Benfica, Beato e Baixa, que participaram no ano passado.

Na Avenida da Liberdade desfilaram também os 32 noivos de Santo António, a marcha infantil "A Voz do Operário" e a marcha dos Mercados, ambas extracompetição, e, como convidados, a marcha popular de Portimão e a dança do dragão da Lo Leong Sport General Association de Macau.

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".