sicnot

Perfil

País

Costa rejeita que tenha apelado à emigração de professores

O primeiro-ministro, António Costa, rejeitou hoje que tenha apelado à emigração nas declarações sobre oportunidades de emprego para professores em França, dizendo que "a estrada da Beira e a beira da estrada não são a mesma coisa".

MARIO CRUZ / LUSA

Em causa estão as declarações de António Costa, no domingo, quando, no balanço das celebrações do Dia de Portugal, em Paris, destacou o compromisso do Presidente francês, François Hollande, sobre o ensino do português, considerando que é uma oportunidade para muitos professores.

"A estrada da Beira e a beira da estrada não são a mesma coisa, pois não? Pois... Eu também não apelei à emigração!", escreveu hoje o primeiro-ministro na página oficial do Twitter.

Estas declarações geraram críticas à direita, que compararam esta tomada de posição de António Costa às palavras do ex-primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, quando em dezembro de 2011, numa entrevista ao Correio da Manhã, sugeriu a emigração para países de língua portuguesa, como Angola ou Brasil, como uma opção para aos professores que não conseguissem colocação em Portugal.

Em declarações aos jornalistas, no domingo, antes de regressar a Lisboa, António Costa referiu que em breve serão marcadas "as reuniões do grupo técnico que existe entre Portugal e França para o alargamento da presença do português" como língua de aprendizagem nas escolas francesas.

"Isto é obviamente muito importante para a difusão da nossa língua. É também uma oportunidade de trabalho para muitos professores de português que, por via das alterações demográficas, hoje não têm trabalho em Portugal e que podem encontrar aqui, mas é também um grande desafio para a nossa tecnologia e para a capacidade de fomentar o ensino à distância", considerou o primeiro-ministro.

Lusa

  • António Costa sugere aos professores de Português sem colocação que emigrem
    1:35

    País

    Há quatro anos, Pedro Passos Coelho lançou um desafio polémico aos desempregados com habilitações: emigrem, alarguem horizontes. Hoje foi a vez de António Costa dizer praticamente a mesma coisa aos professores que não conseguem colocação. O primeiro-ministro disse que o compromisso do Presidente francês sobre o ensino do Português é uma oportunidade para muitos professores de Português que não têm trabalho em Portugal.

  • Hospitais públicos à beira da rutura
    2:28
  • OMS inclui dependência dos videojogos na lista de doenças mentais

    Mundo

    A Organização Mundial de Saúde (OMS) incluiu a dependência de videojogos na lista de doenças mentais, uma possibilidade que tinha sido prevista no início do ano e que foi anunciada esta segunda-feira. Este pode ser mais um argumento para os pais limitarem o tempo de acesso dos filhos às consolas, computadores e todos os dispositivos com videojogos.

  • Repitam comigo: Portugal vai ser campeão do Mundo
    4:56
  • "Estou a ser posta porta fora (...) faço o que vocês me disserem"
    2:43
  • "Estamos a plantar fósforos"
    2:09

    Opinião

    O calor regressou esta segunda-feira em força e no terreno estiveram quase 1300 bombeiros a combater 70 fogos por todo o país. Depois da tragédia de Pedrógão Grande, o Presidente da República diz que a consciência do país mudou mas é preciso fazer mais. Já Miguel Sousa Tavares diz que o país está mais preparado para combater os incêndios do que alguma vez esteve. No entanto, o comentador da SIC diz que já foram plantados mais de "2500 hectares de eucaliptos" desde Pedrógão e que enquanto isso acontecer Portugal vai continuar a arder. 

    Miguel Sousa Tavares

  • Rapper XXXTentacion morto em aparente tentativa de roubo

    Cultura

    O rapper norte-americano XXXTentacion, de 20 anos, morreu na noite de segunda-feira depois de ter sido baleado, na Florida, no sudeste dos Estados Unidos. Um dos suspeitos terá disparado e atingido o rapper e, de seguida, dois suspeitos fugiram numa viatura escura. A polícia está a considerar tentativa de roubo.