sicnot

Perfil

País

Militares da GNR dizem-se abandonados pela tutela e pedem solução para problemas

A Associação Nacional de Guardas (ANAG/GNR) diz que os militares da GNR se sentem abandonados pela tutela, e acusa o Ministério da Administração Interna (MAI) de ainda não ter solucionado "um único problema" desta força de segurança.

(SIC/ Arquivo)

Os militares da Guarda Nacional Republicana (GNR), reunidos na ANAG, lamentaram hoje, em comunicado, que apenas se tenham reunido com a atual ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, em dezembro passado, para uma sessão de apresentação de cumprimentos.

"A ANAG aguarda há meses uma reunião de trabalho com a governante para resolver o memorando reivindicativo já entregue no MAI, no qual estão expostas as questões mais iminentes e que já transitaram do governo anterior. A ANAG alerta para a necessidade urgente em desbloquear a passagem à reserva de milhares de militares que já reúnem as condições devidas -- 36 anos de serviço - e que têm os seus pedidos indeferidos, alegadamente por falta de efetivo", lê-se no documento.

De acordo com a associação que representa os militares da GNR, continua por aplicar o decreto-lei que regula o regime transitório de passagem à reserva e à reforma, tendo a ANAG já solicitado uma reunião ao ministro da Segurança Social, António Vieira da Silva, que tutela a Caixa Geral de Aposentações.

Entre as reivindicações da GNR, já entregues ao MAI, estão a alteração ao Estatuto da GNR, atualizações salariais, progressões na carreira, horários e contribuições para o subsistema de saúde dos militares, entre outras matérias.

"A ANAG continua aberta ao diálogo a bem da resolução dos problemas, mas também não pode deixar de reagir ao crescente desespero dos militares", conclui o comunicado.

Lusa

  • Família Aveiro na inauguração do Aeroporto Cristiano Ronaldo
    2:34

    País

    A decisão de dar o nome de Cristiano Ronaldo ao aeroporto da Madeira divide opiniões. Contudo, na cerimónia de inauguração desta quarta-feira só se ouviram aplausos. Os madeirenses juntaram-se à porta do aeroporto para ver e receber o melhor jogador do mundo. Também a família do jogador esteve na Madeira para apoiar Ronaldo.

  • A (polémica) mudança de nome do aeroporto da Madeira
    2:00

    País

    O aeroporto da Madeira é desde esta quarta-feira aeroporto Cristiano Ronaldo. O Presidente da República e o primeiro-ministro estiveram juntos na homenagem ao futebolista. A alteração não é consensual entre os madeirenses.

  • O busto de Ronaldo que virou piada no mundo inteiro
    2:04

    País

    No dia em que foi formalizado o novo nome do aeroporto da Madeira, foi também conhecido o busto em bronze de Cristiano Ronaldo e que, desde logo, começou a provocar reações em todo o mundo. As críticas da imprensa internacional não são propriamente positivas e a internet aproveitou para dar contornos humorísticos à criação.

  • A história de um dos maiores fãs de Cristiano Ronaldo
    5:52

    Desporto

    Um dos maiores fãs de Cristiano Ronaldo não perdeu a oportunidade de se deslocar à Madeira, para conhecer o ídolo e o local onde Cristiano nasceu e cresceu. Lucas Mendes é brasileiro, tem apenas 23 anos e criou a página de fãs de Ronaldo mais seguida no Brasil.

  • Os seus descontos para a Segurança Social estão em ordem?
    7:50
    Contas Poupança

    Contas Poupança

    4ª FEIRA JORNAL DA NOITE

    Os portugueses estão cada vez mais preocupados com a reforma. O valor que se vai receber depende dos descontos que se fizerem para a Segurança Social. Mas há contabilistas que cometem burlas com o dinheiro dos clientes, há esquecimentos, e empresas que deixam de pagar as contribuições por falta de verbas. O Contas Poupança explica-lhe como pode ver neste instante se todos os seus descontos estão nos cofres da Segurança Social, e corrigir algum erro antes que seja tarde demais.

  • "Não há razão para fingirmos que hoje é um dia feliz"
    1:55

    Brexit

    Depois de receber esta quarta-feira a notificação do Brexit, o presidente do Conselho Europeu antecipou negociações difíceis. Donald Tusk diz que agora é preciso minimizar os prejuízos para os cidadãos europeus e para as empresas.

  • "Não há recuo possível"
    2:30

    Brexit

    O processo de saída do Reino Unido da União Europeia começou esta quarta-feira, com a ativação do artigo 50.º do Tratado de Lisboa. A notificação de Theresa May foi feita por carta a Donald Tusk e a primeira-ministra disse que não recuo possível. O processo de negociações levará dois anos e a saída do Reino Unido da União Europeia ficará concluída em 2019.