sicnot

Perfil

País

Secretário-geral das secretas assegura que foi a primeira vez que um espião foi apanhado a vender informações

Secretário-geral das secretas assegura que foi a primeira vez que um espião foi apanhado a vender informações

O homem que comanda os serviços secretos portugueses assume que foi um choque o caso do espião português apanhado a vender informações à Rússia. Júlio Pereira assegura que foi a primeira vez que aconteceu e que estavam a lidar com os mestres da espionagem. Frederico Carvalhão Gil foi apanhado em Roma a vender informações da NATO às secretas russas.


  • Espião português entregue por cinco agentes italianos e elementos da Interpol
    2:51

    País

    No total foram cinco agentes italianos e da Interpol que entregaram o espião português detido há 15 dias, em Roma, pela venda de informações secretas à Rússia. Frederico Carvalhão Gil foi extraditado ontem à noite pelas autoridades italianas e chegou a Lisboa acompanhado por elementos da PJ. Um repórter da SIC, que viajava a bordo do mesmo avião, captou as imagens exclusivas.

  • "Trair o país por 10 mil euros é mesmo degradante"
    2:45

    País

    Foi extraditado o espião, detido há 15 dias em Itália, depois de alegadamente ter recebido 10 mil euros em troca de documentos secretos. Frederico Carvalhão Gil aterrou este domingo no aeroporto de Lisboa, acompanhado de três elementos da Polícia Judiciária. Este caso teve eco internacional e receia-se a dimensão dos danos causados pelas informações passadas pelo agente do SIS. Miguel Sousa Tavares diz que "uma pessoa que partilhava fotografias no Instagram devia ter levantado suspeitas nos serviços de espionagem" e que "trair o país por 10 mil euros é mesmo degradante".

  • Defesa do espião português considera ilegal a detenção em Itália
    1:22

    País

    O espião português, suspeito de vender informações secretas à Rússia, começou a ser ouvido ao final da tarde do dia de hoje, no Tribunal Central de Instrução Criminal. A defesa de Carvalhão Gil garante que ele não vendeu qualquer informação e vai refutar o crime de espionagem. A defesa diz ainda que a detenção em Itália foi ilegal. Carvalhão Gil é suspeito de violação de segredo de Estado. O português tinha 10 mil euros quando foi detido.

  • Espião português admite ter recebido 10 mil euros em troca de informações
    1:55

    País

    Ficou em prisão preventiva o agente das secretas suspeito de vender segredos da NATO à Rússia. A medida de coação poderá ser reduzida nos próximos dias para prisão domiciliária se houver condições para instalar a vigilância electrónica. No interrogatório, Frederico Carvalhão Gil admitiu ter recebido 10 mil euros, mas garantiu que não sabia que o homem com quem se encontrou em Roma também era um espião.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.