sicnot

Perfil

País

Secretário-geral do Sistema de Informações diz que caso do espião "foi um choque"

Secretário-geral do Sistema de Informações diz que caso do espião "foi um choque"

O secretário-geral do Sistema de Informações da República Portuguesa (SIRP) assume que foi um choque o caso do espião português, apanhado a vender informações à Rússia. Júlio Pereira diz que pode acontecer a qualquer um e que estavam a lidar com grandes mestres da espionagem.

  • Espião português admite ter recebido 10 mil euros em troca de informações
    1:55

    País

    Ficou em prisão preventiva o agente das secretas suspeito de vender segredos da NATO à Rússia. A medida de coação poderá ser reduzida nos próximos dias para prisão domiciliária se houver condições para instalar a vigilância electrónica. No interrogatório, Frederico Carvalhão Gil admitiu ter recebido 10 mil euros, mas garantiu que não sabia que o homem com quem se encontrou em Roma também era um espião.

  • Defesa do espião português considera ilegal a detenção em Itália
    1:22

    País

    O espião português, suspeito de vender informações secretas à Rússia, começou a ser ouvido ao final da tarde do dia de hoje, no Tribunal Central de Instrução Criminal. A defesa de Carvalhão Gil garante que ele não vendeu qualquer informação e vai refutar o crime de espionagem. A defesa diz ainda que a detenção em Itália foi ilegal. Carvalhão Gil é suspeito de violação de segredo de Estado. O português tinha 10 mil euros quando foi detido.

  • Espião português entregue por cinco agentes italianos e elementos da Interpol
    2:51

    País

    No total foram cinco agentes italianos e da Interpol que entregaram o espião português detido há 15 dias, em Roma, pela venda de informações secretas à Rússia. Frederico Carvalhão Gil foi extraditado ontem à noite pelas autoridades italianas e chegou a Lisboa acompanhado por elementos da PJ. Um repórter da SIC, que viajava a bordo do mesmo avião, captou as imagens exclusivas.

  • Espião português detido em Itália ouvido esta terça-feira em tribunal
    6:13

    País

    O espião português, Frederico Carvalhão Gil, que foi detido, em Itália, por vender documentos a um agente dos serviços secretos russos, já está em Portugal. Carvalhão Gil, aterrou em Lisboa, extraditado de Itália e acompanhado pela polícia portuguesa. O espião português viajou num avião nacional, no voo da TAP 843, e aterrou às 21:51 em Lisboa. Vai ser ouvido esta terça-feira no Tribunal Central de Instrução Criminal. Luís Garriapa, jornalista da SIC, viajou a bordo do mesmo avião da TAP e relata como foi o voo da extradição do espião português.

  • Espião português detido em Itália vendia documentos a agente do antigo KGB
    2:13

    País

    Um inspetor do Serviço de Informações de Segurança foi detido por vender documentos classificados a um agente dos serviços secretos russos. A detenção ocorreu em Itália e foi feita em conjunto pela Polícia Judiciária e a polícia italiana. O espião é suspeito dos crimes de violação de segredo de estado, espionagem e corrupção. O agente dos serviços secretos russos também foi detido pelas autoridades. A PJ seguia Frederico Carvalhão Gil há vários meses e sabe-se que era um dos funcionários mais antigos do SIS.

  • Coreia do Norte lança novo míssil balístico

    Mundo

    O Pentágono detetou esta sexta-feira mais um lançamento de um míssil balístico por parte da Coreia do Norte. O primeiro-ministro japonês já confirmou o lançamento, que terá atingido a zona económica exclusiva, no Mar do Japão.

  • Menino perdido na Praia da Luz foi levado à GNR por turista
    1:11

    País

    Um menino inglês, de sete anos, esteve desaparecido na quinta-feira na Praia da Luz, no Algarve, depois de se ter perdido dos pais. A GNR colocou duas equipas de investigação no local, mas ao fim de uma hora e meia o rapaz apareceu na esquadra de Lagos acompanhado por um turista a quem terá pedido ajuda.

  • Mais viagens mas menos turistas de Portugal
    1:22

    País

    Os residentes em Portugal - sejam portugueses ou estrangeiros - realizaram quatro milhões de viagens turísticas, só no primeiro trimestre do ano. Um aumento de mais de 6% nas viagens dentro do país face ao período homólogo e de mais de 15% nas viagens para fora, de avião. O estudo é do INE, o Instituto Nacional de Estatística, que permite fazer o retrato mais claro de quem viaja e porquê.

  • Algarve sozinho gera metade dos bens transacionáveis em Portugal
    4:14

    SIC 25 Anos

    O Algarve quase não tem indústria e os especialistas consideram que é excessivamente dependente do turismo. Ainda assim, sozinho contribui com metade do que Portugal gera em bens transacionáveis. A região tem problemas graves, como a falta de médicos e um custo de vida muito alto, mas continua a atrair a maior parte dos turistas e muitos estrangeiros decidem mesmo escolher a região para viver.