sicnot

Perfil

País

Veículos elétricos do Estado poupam 11 toneladas de CO2

Os 30 veículos elétricos do Estado evitaram a emissão de 11 toneladas de dióxido de carbono (CO2) ao fazerem mais de 100.000 quilómetros em cerca de 20.000 viagens realizadas essencialmente em meio urbano, indicou hoje o Ministério do Ambiente.

Em comunicado, o Ministério do Ambiente adianta que "a utilização destes veículos elétricos apresentou um custo médio de 0,03 euros por quilómetro, conduzindo a uma poupança acumulada superior a 6.000 euros, valores que evidenciam as vantagens associadas à mobilidade elétrica".

Os 30 veículos elétricos estão em circulação desde outubro de 2015 e fazem parte da fase piloto do Programa de Apoio à Mobilidade Elétrica na Administração Pública (AP), que envolve 12 entidades da administração direta do Estado e institutos públicos dos ministérios das Finanças e do Ambiente.

Segundo o Ministério do Ambiente, os indicadores de acompanhamento do programa são retirados do sistema de monitorização do Programa de Apoio à Mobilidade Elétrica na AP, que contabiliza a redução efetiva de emissões, poupanças e os custos associados à mobilidade elétrica, além de um conjunto de indicadores sobre a mobilidade no Estado e o desempenho dos veículos elétricos.

O Ministério avança também que este sistema "constitui uma ferramenta que apoia a gestão da mobilidade e a sensibilização dos condutores para uma condução ecológica".

O Programa de Apoio à Mobilidade Elétrica na AP visa a aquisição progressiva de 1.200 veículos elétricos para o Parque de Veículos do Estado (PVE), com vista à renovação da frota de veículos com mais de 10 anos.

O Ministério do Ambiente adianta que o programa tem como objetivo promover a descarbonização e a melhoria do desempenho ambiental do PVE, promover a mobilidade elétrica e contribuir para a redução dos custos da frota do estado.

O Programa de Apoio à Mobilidade Elétrica na AP enquadra-se no ECO.mob - Programa para a Mobilidade Sustentável na AP - e é financiado pelo Fundo Português de Carbono.


Lusa

  • Pinto da Costa internado após queda

    Desporto

    O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, sofreu uma queda e foi internado de urgência no Hospital de São João. O acidente já foi confirmado pelo clube em comunicado.

  • Bigode de Salvador Dalí está intacto, às "10 para as 10"

    Cultura

    O corpo do pintor surrealista catalão foi ontem exumado no Teatro-Museo de Figueres, por ordem de um tribunal de Madrid, para um exame de determinação de paternidade de Pilar Abel, que alega ser filha do artista. O pintor que morreu há 28 anos foi embalsamado e mumificado pelo que o corpo continua preservado e o famoso bigode levantado.

  • Mulher do primeiro-ministro japonês "é uma mulher fantástica mas não fala inglês"
    0:35

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos falou pela primeira vez sobre o segundo encontro que manteve com Vladimir Putin, durante a Cimeira do G20, em Hamburgo. Donald Trump explica que a conversa com o Presidente russo resultou de uma troca de lugares durante um jantar. Trump ficou ao lado da mulher do primeiro-ministro japonês, que não saberia falar inglês, e Melania estava sentada ao pé do Presidente da Rússia, Vladimir Putin.

  • "Octávio Machado foi a terceira escolha" para o cargo
    2:01
  • O que resta do navio de salvamento mais famoso de Portugal?
    15:26
  • "Temos de melhorar o sistema de prevenção e combate dos incêndios"
    18:07

    País

    O ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias, desta quinta-feira. Em análise esteve o chumbo do PCP na criação de um banco nacional de terras, a reforma da floresta em Portugal, as falhas no sistema de comunicação do SIRESP, a lei da rolha nos bombeiros, a seca no país e ainda a pesca da sardinha, que poderá vir a ser proibida durante 15 anos. 

    Entrevista SIC Notícias

  • "Sempre me senti em casa em Portugal"
    1:11