sicnot

Perfil

País

MP pede a condenação do ex-chefe dos espiões

MP pede a condenação do ex-chefe dos espiões

O Ministério Público pediu hoje a condenação de Silva Carvalho, o ex-diretor do Serviço de Informações Estratégicas de Defesa, por considerar que ficaram provados todos os crimes. Em causa está: violação de segredo de Estado, acesso ilegítimo a dados pessoais, abuso de poder e corrupção. Silva Carvalho acusa a magistrada de tapar a verdade em vez de contribuir para o apuramento desta. Nuno Vasconcelos e o ex-funcionário do SIS João Luís também são arguidos no processo.

  • MP pede condenação de Silva Carvalho

    País

    O Ministério Público pediu hoje a condenação do ex-diretor do Serviço de Informações da República Portuguesa Silva Carvalho por violação do segredo de Estado, corrupção ativa e passiva para ato ilícito e acesso ilegítimo a dados pessoais. Foi também pedida a condenação do presidente da Ongoing, Nuno Vasconcelos, e do ex-funcionário do SIS e do SIED João Luis.

  • Ex-espião não teme vir a ser condenado por violação de segredo de Estado
    2:16

    País

    O ex-espião Jorge Silva Carvalho não teme vir a ser condenado por violação de segredo de Estado nas declarações que está a fazer no julgamento do Caso das Secretas. O antigo diretor do SIED diz que é a única forma de se poder defender das acusações de corrupção, acesso ilegítimo a dados pessoais, de abuso de poder e de violação de segredo.

  • Silva Carvalho lamenta que relatório sobre Pinto Balsemão tenha sido tornado público
    1:41

    País

    O antigo director do Serviço de Informações de Defesa lamenta que tenha vindo a público um relatório secreto sobre a vida privada de Francisco Pinto Balsemão. O documento terá sido produzido no auge da guerra empresarial entre a Impresa, de Balsemão, e a Ongoing, onde Jorge Silva Carvalho já trabalhava. O antigo espião garante que não pediu esse relatório, que considera um lixo.

  • Partidos exigem explicações sobre transferências para offshores entre 2011 e 2014

    Economia

    O PS junta-se ao PCP, o Bloco de Esquerda e o PSD no pedido para a audição urgente do antigo e o atual secretário de Estado dos Assuntos Fiscais sobre a falta de controlo do Fisco às transferências de dinheiro para paraísos fiscais. Em causa está a transferência de 10 mil milhões de euros para offshores. O CSD é o único partido que ainda não se pronunciou.