sicnot

Perfil

País

António Costa reúne-se amanhã com o primeiro-ministro francês em Paris

O primeiro-ministro reúne-se no sábado com o seu homólogo francês, Manuel Valls, em Paris, oito dias após ter sido recebido pelo chefe de Estado francês, François Hollande, juntamente com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

ETIENNE LAURENT /EPA

A reunião com o primeiro-ministro francês ocorrerá também dois dias antes de António Costa receber em São Bento o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk.

Na agenda deste regresso de António Costa a Paris estão ainda a inauguração a meio da tarde do "Espaço do Cidadão" para prestação de serviços públicos online e, pelas 21:00 locais, a presença no jogo do Euro2016 da seleção nacional portuguesa de futebol com a Áustria.

Na semana passada, no âmbito das comemorações do Dia de Portugal e das Comunidades, em Paris, o primeiro-ministro e o Presidente da República foram recebidos por François Hollande no Palácio do Eliseu, e o chefe de Estado francês participou ainda com António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa numa sessão realizada na Câmara de Paris em que se procedeu à condecoração de seis portugueses que ajudaram no auxílio às vítimas dos atentados de 13 de novembro passado.

François Hollande defendeu então a linha política e económica seguida por Portugal no âmbito da União Europeia, palavras que o primeiro-ministro português considerou serem de apoio ao país contra eventuais sanções europeias.

"As escolhas que vocês fizeram são escolhas que estão conforme as regras europeias e que são igualmente convergentes com as escolhas que nós fizemos em França. Devemos respeitar as regras, mas deve haver flexibilidade, para que Portugal, como a França, possam criar mais emprego e criar medidas de progresso social, ao mesmo tempo que saneiam as contas públicas, como vocês estão a fazer", declarou o Presidente francês.

Virando-se para o primeiro-ministro português, François Hollande concluiu: "Portanto, saiba que não tem simplesmente um parceiro no Conselho Europeu, mas um amigo, que é a França".

Após o encontro com Manuel Valls, ao fim da manhã, no Palácio do Matignon, que deverá versar temas europeus e as relações bilaterais entre os dois países, António Costa desloca-se ao Consulado Geral de Portugal em Paris para inaugurar o "Espaço Cidadão" - cerimónia em que estarão presentes os secretários de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, e da Modernização Administrativa, Graça Fonseca.

Segundo o Governo, o "Espaço Cidadão", uma medida no âmbito do programa "Simplex", vai prestar diretamente serviços por via eletrónica a uma comunidade de 900 mil portugueses residentes na capital francesa.

Na primeira fase de funcionamento, no total, serão disponibilizados "60 serviços gratuitos", designadamente o pedido de alteração de morada, a consulta número de beneficiário, o pedido do Cartão Europeu do Seguro de Doença e o serviço de Segurança Social Direta.

Por este serviço online poderá igualmente proceder-se a pedidos de prestações por morte, de reembolso de despesas de funeral, de subsídio de funeral, assim como certidões diversas como as paroquiais.

Numa segunda fase, de acordo com o Governo, poderão também vir a ser praticados outros serviços como, por exemplo, registo criminal e renovação da carta de condução.

Lusa

  • António Costa reconhece a importância dos emigrantes em França
    1:20

    País

    António Costa diz que de uma vez por todas Portugal quer reconhecer a importância dos emigrantes que engrandeceram o nome do país pelo mundo. No discurso desta manhã, em França, o primeiro ministro comparou a dificuldade da luta dos emigrantes em Paris às viagens dos descobrimentos.

  • Marcelo e Costa em Paris no 10 de junho
    2:01

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa continua a marcar pela diferença. O seu 10 de junho foi nacional e internacional. Depois das comemorações em Lisboa, Presidente e primeiro-ministro rumaram a Paris para um encontro com François Hollande. Ao presidente francês explicaram os esforços que o país fez para corrigir o défice e, por isso, contam com França para evitar sanções. Em cima da mesa esteve também a candidatura de António Guterres às Nações Unidas.

  • Portugal e França vão reforçar as relações económicas
    1:33

    Economia

    António Costa está hoje em Paris, onde se encontrou esta manhã com o homólogo francês. Falaram do reforço da parceria económica e da boa relação entre Portugal e França que, segundo Manuel Valls, só poderia ser emsombrada por um encontro entre os dois países na final do europeu de futebol.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.