sicnot

Perfil

País

António Guterres lança site oficial da candidatura a secretário-geral da ONU

A candidatura de António Guterres ao cargo de secretário-geral das Nações Unidas lançou esta semana na Internet o seu site oficial (antonioguterres.gov.pt) com conteúdo em inglês e que está alojada na plataforma do Governo português.

© Reuters Staff / Reuters

O lançamento deste site, que tem como título chave "Uma vida dedicada ao serviço público", ocorre a pouco mais de um mês da primeira votação pelos 15 membros do Conselho de Segurança das Nações Unidas, que se pronunciarão sobre as diferentes candidaturas com indicações de "encorajamento, desencorajamento" ou "indiferença".

No site, a biografia do antigo primeiro-ministro português e ex-alto comissário das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) é apresentada em várias línguas, incluindo o chinês, o russo e o árabe, e nele apresenta-se também um texto base com os princípios e objetivos da sua candidatura a secretário-geral da ONU.

Na mesma página da Internet é disponibilizada informação sobre o processo de candidatura de António Guterres, assim como dezenas de discursos que proferiu enquanto ACNUR.

A parte multimédia mostra vários vídeos com o antigo chefe do executivo português em algumas das mais importantes reuniões internacionais em que esteve presente e uma galeria com fotografias (algumas das quais cedidas pela Agência Lusa) com o seu percurso desde o tempo em que assumiu as funções de primeiro-ministro de Portugal.

Numa parte destinada a mostrar o consenso nacional existente em torno da sua candidatura, o site inclui ainda breves depoimentos do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, do presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, e do primeiro-ministro, António Costa.

"Pretendemos fazer um site sóbrio, mas bastante informativo sobre António Guterres", disse à agência Lusa fonte da candidatura.

O ex-ACNUR, de acordo com a mesma fonte, tem prosseguido "em ritmo elevado" a sua agenda de contactos internacionais, respondendo a convites, tendo esta semana participado em duas conferências em Londres.

O sucessor de Ban Ki-moon deverá ser empossado em janeiro de 2017, sendo previsível que o processo de escolha esteja concluído no último trimestre deste ano.

Lusa

  • Costa e Guterres na 1ª Cimeira Humanitária Mundial
    3:36

    Mundo

    A cidade turca de Istambul recebe hoje e terça-feira a primeira Cimeira Humanitária Mundial, uma iniciativa da ONU sobre os principais desafios mundiais e resposta às crises, com a presença confirmada do primeiro-ministro António Costa. Para além do primeiro-ministro também António Guterres estará presente. É mais uma oportunidade para promover a candidatura do português a secretário-geral das Nações Unidas. Uma cimeira organizada ainda pelo atual secretário-geral da ONU, Bon Ki Moon e que está a ser acompanhada pelo enviado da SIC, Pedro Benevides.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Divorciados vão poder dividir filhos no IRS 

    Economia

    Os divorciados vão passar a poder dividir os filhos no IRS (imposto sobre o rendimento singular) e o Governo está a estudar soluções para que em 2018 haja um novo sistema para lidar com a guarda conjunta de filhos.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.