sicnot

Perfil

País

Mulher que se atirou ao rio em Barcelos "não corre perigo de vida"

A mulher que hoje se atirou ao rio em Barcelos com um filho ao colo "não corre perigo de vida", mas mantém-se sob vigilância, informou fonte do Hospital de Braga.

Os bombeiros prosseguem as buscas pela criança de 6 anos desaparecida desde o início da tarde de hoje, após a queda no rio Cávado juntamente com a mãe.

Os bombeiros prosseguem as buscas pela criança de 6 anos desaparecida desde o início da tarde de hoje, após a queda no rio Cávado juntamente com a mãe.

HUGO DELGADO

Segundo a fonte, a mulher apresenta um quadro clínico "estável".

Uma mulher de 37 anos atirou-se hoje da ponte de Rio Covo Santa Eugénia, em Barcelos, com um filho de seis anos ao colo.

Foi resgatada da água por um popular, que para efeito utilizou o seu barco.

O filho ainda não foi localizado, apesar das buscas que decorreram ao longo de toda a tarde.

As buscas foram suspensas cerca das 19:30 e serão retomadas na manhã de sábado.

Lusa

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.