sicnot

Perfil

País

Retomadas buscas no Rio Cávado para encontrar criança

As buscas no rio Cávado, em Barcelos, para tentar encontrar um menino de seis anos estão a ser retomadas, com três embarcações na água e várias equipas a prepararem-se para mergulhar, informou fonte dos bombeiros.

HUGO DELGADO

"As buscas estão a ser retomadas. Já temos três barcos na água e várias equipas vão iniciar o mergulho. Neste momento estão 20 operacionais no terreno", disse à Lusa José Simões, adjunto do comando dos Voluntários de Barcelos.

As buscas iniciaram-se na sexta-feira às 13:00 e foram suspensas às 19:30.

Uma mulher de 37 anos ter-se-á atirado na sexta-feira da ponte de Rio Covo Santa Eugénia, em Barcelos, com um filho ao colo.

A mulher foi resgatada da água por um popular, que para o efeito utilizou o seu barco.

Foi transportada para o Hospital de Braga.

O Ministério Público determinou a abertura de um inquérito para investigação dos factos, sublinhando que eles "podem integrar, em abstrato, a prática de infração criminal de natureza pública, nomeadamente o crime de homicídio qualificado, na forma tentada ou consumada".

Lusa

  • 10 Minutos com Ana Catarina Mendes
    10:28

    10 Minutos

    A secretária geral adjunta do PS diz que não percebe porque é que o PSD levou tanto tempo a escolher o candidato à Câmara de Lisboa. Em entrevista no 10 Minutos da SIC Noticias, Ana Catarina Mendes considerou ainda que Pedro Passos Coelho não tem estado à altura de um líder da oposição. Quanto às legislativas, entende que o PS deve concorrer sozinho às eleições.

    Entrevista na íntegra

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.