sicnot

Perfil

País

Mais de 40 pessoas detidas durante a noite pela GNR

A Guarda Nacional Republicana (GNR) deteve 43 pessoas, durante a noite e madrugada, a maioria por conduzir sob efeito de álcool, mas também por tráfico de droga e posse de arma, foi hoje anunciado.

Em comunicado, dando conta da sua atividade operacional nas últimas 12 horas, a GNR divulgou um conjunto de operações que efetuou entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje por todo o país, com vista a prevenir e combater a criminalidade violenta, bem como fiscalizar a circulação rodoviária.

Neste âmbito, foram detidas 43 pessoas em "flagrante delito", entre as quais 28 por condução sob o efeito do álcool, quatro por condução sem habilitação legal, três por tráfico de estupefacientes e duas por posse de arma proibida.

Entre as apreensões feitas pela GNR nesta operação, contam-se 88 doses de haxixe, 88 gramas de folhas de canábis, 38 comprimidos de LSD, seis doses de heroína, duas armas brancas e uma arma de fogo.

No que respeita à fiscalização rodoviária, a GNR detetou 505 infrações, entre as quais 77 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei, 49 por excesso de velocidade, 30 por falta de cinto de segurança ou sistema de retenção para crianças, 11 por falta de seguro obrigatório, nove por uso do telemóvel durante a condução e três por infrações relacionadas com tacógrafos.

Relativamente à sinistralidade, foram registados 81 acidentes de viação, dos quais resultaram dois mortos, dois feridos graves e 14 feridos ligeiros.


Lusa

  • Novas buscas no Universo Espírito Santo

    Queda do BES

    O Ministério Público voltou a fazer buscas no âmbito dos processos do Universo Espírito Santo. A SIC sabe que ontem e hoje os investigadores recolheram provas em diversos locais do continente e também na Madeira, nomeadamente em residências, empresas e entidades bancárias.

    Notícia SIC

  • Visitar a região afetada pelo fogos é uma forma de ajudar na recuperação
    3:07
  • Carvalhal do Sapo tenta recuperar a vida normal após incêndio
    2:33

    País

    As populações das aldeias de Góis tentam voltar à normalidade, ao fim de vários dias rodeadas por um grande dispositivo de operacionais. A repórter Cristina Freitas esteve hoje em Carvalhal do Sapo, onde se realizou mais um funeral de uma das vítimas do incêndio de Pedrógão Grande.

  • Falta de médicos e de ofertas de emprego preocupa habitantes da Guarda
    5:13
  • "Do ponto de vista interno a candidatura do Porto é a melhor" 
    0:50

    País

    António Costa admite que a candidatura da cidade do Porto para receber a Agência Europeia do Medicamento seria a melhor para Portugal. No entanto o primeiro-ministro diz que é preciso avaliar se a candidatura do Porto é a que tem mais hipóteses de ganhar, quando comparada com outras cidades europeias. 

  • Daesh divulga imagens da destruição da mesquita de Mossul
    1:58
  • "Podemos ser atendidos por um médico branco?"
    0:58