sicnot

Perfil

País

ASAE apreendeu 35 toneladas de cimento em todo o país

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu na última semana em todo o país cerca de 35 toneladas de cimento, por incumprimento das instruções de segurança, podendo pôr em causa a segurança das obras de construção.

(Arquivo)

(Arquivo)

LUSA

Em comunicado hoje divulgado, a ASAE adiantou ter fiscalizado a nível nacional cerca de 20 operadores económicos, apreendendo cerca de 35 toneladas de cimento e instaurado os respetivos processos de contraordenação.

Na operação foram registadas infrações como a "falta de marcação CE, falta de declaração de desempenho, incumprimento das instruções de segurança, podendo pôr em causa o desempenho das obras de construção no que se refere aos seus requisitos básicos".

A ASAE avançou que o valor total da apreensão ascendeu aos 3.550 euros.

"Esta intervenção da ASAE impediu que fossem disponibilizados no mercado cimentos não conforme com a legislação, garantindo deste modo a lealdade das transações comercias, a rastreabilidade dos produtos, uma ocorrência sã e a proteção do Mercado Interno", é destacado.

A ASAE realçou ainda que a ação de fiscalização de mercado realizada na última semana em todo o país visou a verificação do cumprimento dos requisitos legais obrigatórios em produtos da construção, designadamente composição, especificações e critérios de conformidade em cimentos correntes.


Lusa

  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John McCain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • "É muito importante ceder à tentação de se abolir a liberdade"
    1:06