sicnot

Perfil

País

Doze regiões do país em risco extremo de exposição à radiação ultravioleta

Doze regiões do país apresentam hoje risco extremo de exposição à radiação ultravioleta (UV) e outras 13 estão com níveis muito altos, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) na sua página da Internet.

© Will Burgess / Reuters

Em risco extremo estão as regiões de Beja, Bragança, Castelo Branco, Évora, Funchal, Guarda, Penhas Douradas, Portalegre, Porto Santo, Santarém, Viseu e Vila Real.

O instituto colocou também as regiões de Aveiro, Braga, Coimbra, Faro, Leiria, Lisboa, Porto, Sagres, Setúbal, Sines, Viana do Castelo, Angra do Heroísmo e Ponta Delgada em risco muito alto.

De acordo com o instituto, as regiões de Santa Cruz das Flores e Horta (Açores) estão com níveis moderados de exposição à radiação UV.

O IPMA recomenda para as regiões com risco extremo que a população evite o máximo possível a exposição ao sol.

Nas regiões com níveis muito alto e alto, o IPMA recomenda o uso de óculos de sol com filtro UV, chapéu, t-shirt, guarda-sol e protetor solar, além de aconselhar que seja evitada a exposição das crianças ao sol.

Os índices UV variam entre menor do que 2, em que o UV é 'Baixo', 3 a 5 ('Moderado'), 6 a 7 ('Alto'), 8 a 10 ('Muito Alto') e superior a 11 ('Extremo').

Quanto ao estado do tempo, o IPMA prevê para hoje no continente céu pouco nublado ou limpo, apresentando períodos de maior nebulosidade no litoral a norte do cabo Raso até ao início da manhã, e vento fraco a moderado predominando de nordeste, soprando moderado de nor-noroeste no litoral oeste, em especial durante a tarde.

A previsão aponta ainda para possibilidade de ocorrência de neblina ou nevoeiro matinal em alguns locais do litoral a norte do cabo Raso e pequena subida de temperatura.

Na Madeira prevê-se céu geralmente muito nublado, com boas abertas a partir da manhã, apresentando-se pouco nublado nas vertentes sul e nas zonas montanhosas da ilha e vento moderado de nordeste, soprando moderado a forte nas zonas montanhosas.

Para os Açores, a previsão aponta para céu geralmente muito nublado, neblinas ou nevoeiro, períodos de chuva, passando a aguaceiros durante a noite e vento fraco a moderado.

No que diz respeito às temperaturas, em Lisboa vão variar entre 18 e 33 graus Celsius, no Porto entre 15 e 26, em Viana do Castelo entre 15 e 26, em Viseu entre 15 e 31, em Bragança entre 13 e 32, em Coimbra entre 15 e 31, na Guarda entre 14 e 28, em Castelo Branco entre 19 e 34, em Évora entre 17 e 36, em Beja entre 18 e 37, em Santarém entre 16 e 36, em Faro entre 22 e 29, no Funchal entre 18 e 25, em Ponta Delgada entre 17 e 22, na Horta entre 18 e 23 e em Santa Cruz das Flores entre 18 e 22.

Lusa

  • O tempo para hoje
    0:32

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje no continente céu pouco nublado ou limpo, apresentando períodos de maior nebulosidade no litoral a norte do cabo Raso até ao início da manhã, e vento fraco a moderado predominando de nordeste, soprando moderado de nor-noroeste no litoral oeste, em especial durante a tarde.

  • Governo admite subir preço da água para promover a poupança
    3:48

    Economia

    O Governo admite aumentar o preço da água para promover a poupança, numa altura em que o país está em seca extrema. Contudo, a eficácia da medida está comprometida pelo menos no imediato. Qualquer mexida no preço só poderá acontecer em 2019 porque as tarifas do próximo ano já estão decididas.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • Cobra encontrada em comboio na Indonésia
    0:26

    Mundo

    Um passageiro usou as próprias mãos para retirar uma cobra que estava dentro de um comboio em Jacarta, na Indonésia. O vídeo foi gravado por um passageiro na passada terça-feira, 21 de novembro. A cobra estava na parte de cima da carruagem. Algumas testemunhas dizem que o réptil escapou da bagagem de um dos passageiros.

  • Pense bem antes de beijar um colega

    Mundo

    O tribunal da província espanhola de Huesca aceitou o pedido de indemnização de uma mulher que foi vítima de assédio sexual por parte de um colega de trabalho. A mulher terá pedido boleia ao colega que, dentro do carro, lhe passou a mão pelas pernas, mas não ficou por aí.

    SIC