sicnot

Perfil

País

Segurança Social deixa sem prestações quase 377 mil desempregados

O Estado português atribuiu perto de 233 mil prestações de desemprego em maio, deixando sem estes apoios quase 377 mil desempregados, de acordo com as contas feitas pela agência Lusa com base nos últimos dados oficiais disponíveis.

SIC

Segundo os dados disponibilizados na página da Segurança Social na internet (www.seg-social.pt), em maio existiam 232.838 beneficiários de prestações de desemprego, menos 9.331 pessoas do que em abril e o equivalente a 38% do último número total de desempregados contabilizados pelo Instituto Nacional de Estatística (estimativas provisórias de abril).

Os últimos dados divulgados pelo INE, relativos a abril, contabilizavam um total de 609,8 mil desempregados, com a taxa de desemprego a situar-se nos 12% (inalterada face a março).

Das prestações contabilizadas pela Segurança Social, 115.251 referem-se a mulheres e as restantes 117.587 dizem respeito a homens.

Os números da Segurança Social incluem o subsídio de desemprego, subsídio social de desemprego inicial, subsídio social de desemprego subsequente e prolongamento do subsídio social de desemprego, prestações que atingiram em maio o valor médio de 449,14 euros, face aos 450,47 euros registados no mês anterior.


Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.