sicnot

Perfil

País

Testemunhas em processos por multas de trânsito vão ser ouvidas por videoconferência

A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) apresenta hoje o sistema de videoconferência para audição de testemunhas, em processos de contraordenação, o que vai permitir diminuir os tempos de decisão das multas de trânsito.

(Lusa/Arquivo)

(Lusa/Arquivo)

ANTONIO COTRIM

Fonte da ANSR disse à agência Lusa que este sistema visa a interligação dos 18 distritos e a ANSR, através de um sistema de videoconferência, incluindo a capacidade de gravação áudio e vídeo, e a sua integração com o Sistema de Gestão de Autos de Contraordenação (SIGA).

Nos 18 comandos distritais da Polícia de Segurança Pública (PSP) vão ser instalados sistemas de videoconferência que vão possibilitar às testemunhas, ouvidas no âmbito de processos de contraordenação, entrar em contacto com os juristas que estão na ANSR, explicou.

Atualmente, e com a extinção dos governos civis, os inquéritos são feitos pela GNR.

A mesma fonte adiantou que a criação do sistema de videoconferência tem por objetivo diminuir os tempos de decisão do processo de contraordenação, poupar meios humanos da GNR afetos a este processo, e evitar prescrições de multas por não audição de testemunhas.

Segundo a Segurança Rodoviária, o sistema de videoconferência, que vai permitir a desmaterialização do processo de audição de testemunhas, terá evidentes ganhos ao nível da eficiência da tramitação do processo contraordenacional, contribuindo para a celeridade na instrução do processo e, consequentemente, para a diminuição entre a data da prática da infração e a decisão administrativa.

A videoconferência para audição de testemunhas entra hoje em funcionamento, no comando distrital da PSP de Bragança, e estará operacional em todo o país dentro de dois meses.

A apresentação do sistema de videoconferência vai realizar-se hoje, no comando distrital da PSP de Bragança, numa sessão presidida pelo secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes.

Lusa

  • Processamento de multas de trânsito esteve meio ano parado

    País

    O processamento das multas de trânsito esteve suspenso durante 6 meses. De acordo com o Jornal de Notícias, entre julho e dezembro do ano passado os autos processados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) não avançaram. Em causa, de acordo com o Ministério da Administração Interna, o fim do contrato com a empresa que efetuava os registos das multas.

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.