sicnot

Perfil

País

Alargamento da TDT prevê mais quatro canais

O ministro da Cultura, Luís Castro Mendes, afirmou hoje que o alargamento da oferta na televisão digital terrestre (TDT) prevê mais quatro canais, dois públicos e dois para o setor privado.

"Estamos a pensar, como é sabido, alargar a televisão digital terrestre a mais dois canais para o setor público e dois canais que serão atribuídos depois", mas que "estarão abertos obviamente aos privados", afirmou o governante na comissão parlametnar de Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto.

Ou seja, no total serão mais quatro canais para a TDT, plataforma que é gerida pela Meo, da PT Portugal, e que atualmente disponibiliza em sinal gratuito a RTP1, RTP2, SIC, TVI e o canal Parlamento.

Castro Mendes respondia a uma questão do deputado do PSD, Pedro Pimpão, que questionou o ministro da Cultura, que tem a tutela da comunicação social, sobre o que estava previsto para este setor nos próximos tempos, tendo em conta a crise que atravessa.

"Na comunicação social, este Governo já alargou as verbas da Lusa de maneira" a que a agência de notícias "pudesse respirar e ganhar o seu papel importante de circulação das notícias entre os países de língua portuguesa" e também de dar notícias ao resto do mundo destes países, disse.

O governante reiterou a "vantagem" da Lusa relativamente a outras agências de notícias internacionais, nomeadamente no que respeita aos países africanos.

"Consideramos que a RTP tem uma boa administração", continuou o governante, salientando que a atual administração foi herdada do Executivo anterior.

"Estamos satisfeitos com os projetos que foram apresentados", acrescentou.

"Respeitamos e temos muita atenção às dificuldades da comunicação social, é um setor que está exposto ao grande desafio da digitalização e todas as empresas têm de saber responder a este desafio", disse.

Lusa

  • Conselho Geral Independente da RTP favorável ao aumento da oferta dos privados na TDT
    0:30

    País

    O Conselho Geral Independente da RTP mostrou-se hoje favorável ao aumento da oferta dos canais privados na Televisão Digital Terrestre e não apenas da televisão pública. No Parlamento, António Feijó, presidente do órgão que supervisiona as obrigações de serviço público, disse ter "absoluta hospitalidade" em relação aos operadores privados e defende que a inclusão de mais canais da SIC e da TVI na TDT pode favorecer o pluralismo.

  • Marcelo saúda "forma rápida" como Conselho de Ministros "tratou de tudo"
    1:03

    País

    O Presidente da República lembra que é preciso convergência de forma a adotar rapidamente as medidas mais urgentes do plano de emergência. No concelho de Tábua, Marcelo Rebelo de Sousa destacou ainda os esforços do Conselho de Ministros, mas lembrou que as medidas anunciadas são apenas o início de um processo e não o fim.