sicnot

Perfil

País

Elementos da PJ e PSP detidos por corrupção

A Polícia Judiciária deteve hoje cerca de duas dezenas de pessoas, entre os quais três elementos da segurança da própria PJ, também elementos da PSP e inspectores de centros de inspeção automovel.

SIC

Os detidos são suspeitos de corrupção. Teriam montado um esquema em que os funcionários dos centros de inspeção, a troco de dinheiro, fechavam os olhos a possiveis irregularidades e passavam as viaturas que eram levadas pelos restantes elementos.

Ao que a SIC pode apurar, os crimes cometidos quer pelos inspectores quer pelos agentes da PSP, não estariam relacionados directamente com a actividade policial.

Em pouco mais de dois meses é a segunda vez que a Polícia Judiciária detém funcionários da propria casa. No início de abril dois chefes da Judiciária, um já reformado, foram presos por receberam luvas de traficantes.

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.