sicnot

Perfil

País

Câmara de Felgueiras quer redução nas portagens da A42

O presidente da Câmara de Felgueiras quer que a redução nas portagens das ex-scut inclua a A42 que liga ao Porto, recordando que o Estado, em termos de acessibilidades, está em falta com o concelho há 20 anos.

"O Estado está em falta connosco e a falta é grave", destacou Inácio Ribeiro.

O autarca referia-se à desclassificação de duas estradas nacionais que atravessam o concelho (EN101 e EN207), acordadas com o Governo em 1996, com a contrapartida da tutela de construção de duas variantes, o que nunca foi cumprido na totalidade.

A variante à EN207, em direção à Zona Industrial de Cabeça de Porca, nem sequer foi iniciada e da variante à EN101 falta a ligação de Felgueiras à Lixa.

Por isso, alertou o presidente da câmara, a degradação das duas estradas, tuteladas há duas décadas pela autarquia, tem-se acentuado, com prejuízo para o município.

Para Inácio Ribeiro, esta questão cruza com a da autoestrada A41, que diz ser fundamental para o tecido empresarial do concelho. O autarca social-democrata recorda que Felgueiras foi o último concelho do distrito do Porto a ter autoestrada e que a filosofia de scut (sem custos para o utilizador) foi introduzida por um Governo do PS, que reconheceu a necessidade de compensar o concelho pelo atraso nas acessibilidades.

Ao ter sido há alguns anos abolida a isenção de portagens na A41, a tutela "faltou à sua palavra", sinalizou Inácio Ribeiro.

O ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, afirmou hoje que a Autoestrada Transmontana, entre Vila Real e a fronteira de Quintanilha, em Bragança, também vai beneficiar dos descontos nas portagens que o Governo quer implementar ainda este verão nas antigas scut (A22, A23, A24 e A25).

Apesar de, aparentemente, ser intenção do Governo aplicar descontos apenas nas ex-scut do interior, o presidente da Câmara afirmou hoje esperar que o executivo volte a isentar de portagem a utilização da A42.

Ao fazê-lo, reafirmou, o país reconheceria assim "a justiça da reivindicação de Felgueiras" e o desempenho e contributo do concelho para a economia nacional através da indústria de calçado, que lidera as exportações portuguesas há vários anos.

Inácio Ribeiro disse ter-se reunido recentemente com representantes do Ministério do Planeamento, antes ainda do anúncio de redução nas portagens das ex-scut, tendo deixado um convite ao ministro para que visite o concelho e conheça a sua "realidade económica pujante", em contraste com as dificuldades que continua a enfrentar ao nível das estradas que atravessam o concelho, por "incumprimento do Estado português".


Lusa

  • Taxa de desemprego abaixo dos 10%

    Economia

    A taxa de desemprego em fevereiro ficou afinal nos 9,9%. O Instituto Nacional de Estatística reviu o indicador em baixa de 0,1 pontos percentuais, esta sexta-feira. É o valor mais baixo desde fevereiro de 2009.

  • Incêndio dominado em Gondomar
    4:25

    País

    Está dominado o incêndio que esta manhã obrigou à evacuação da Escola Secundária de São Pedro da Cova, no concelho de Gondomar. A repórter Susana Bastos esteve no local.

  • "Tanolas" tem cadastro criminal e já foi condenado a pena suspensa
    0:55
  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    Luís Montenegro garante que nunca será candidato à presidência do PSD contra o Passos Coelho. Convidado da Quadratura do Círculo, na SIC Notícias, o líder da bancada dos sociais-democratas acha mesmo que é um exagero dizer-se que Pedro Passos Coelho está politicamente morto.