sicnot

Perfil

País

Impactos negativos dos incêndios podem diminuir se previsões melhorarem

Investigadores do Instituto Superior de Agronomia de Lisboa concluíram que os impactos negativos dos incêndios florestais podem ser diminuídos, caso se melhorem as previsões, como a velocidade e direção do vento, humidade, temperatura e tipo de vegetação.

© Handout . / Reuters

"É necessário melhorar as previsões do comportamento dos incêndios florestais, de forma a diminuir os seus impactos", refere um estudo coordenado pelo Centro de Estudos Florestais (CEF) do Instituto Superior de Agronomia (ISA), de Lisboa, publicado na revista "Science of The Total Environment".

"O que nós fizemos foi quantificar a incerteza em cada uma das variáveis mais importantes - quantidade e direção do vento, humidade, temperatura e combustíveis - e tentar perceber de que maneira, aquilo que nós não sabemos sobre essas variáveis, influenciava a qualidade das nossas previsões", disse, à agência Lusa, um dos investigadores do estudo, Akli Benali.

O estudo mostra que "melhorar estas previsões, tornando-as fiáveis e úteis para a sociedade, é um passo importante para antecipar o comportamento dos fogos, e diminuir os seus impactos negativos".

O estudo foi feito tendo por base a incerteza nas variáveis e o seu impacto nas previsões comparando os dados de satélite em oito grandes fogos que ocorreram em Portugal entre 2003 e 2005.

Os resultados mostraram que as incertezas na velocidade e direção do vento, atribuição e tipologia dos modelos de combustível (vegetação) e a localização e 'timing' das ignições têm grandes impactos na qualidade das previsões.

"Estamos a fazer todo o trabalho de base para que eventualmente um dia se consiga fazer previsões em tempo real de para onde é que o fogo vai propagar e de que maneira. No futuro vai ajudar", adiantou Akli Benali.

Lusa

  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22