sicnot

Perfil

País

Marcelo considera "muito gratificante ser presidente de um povo assim"

O Presidente da República afirmou hoje, em Matosinhos, na inauguração da Casa Kastelo, a primeira unidade de cuidados continuados da Península Ibérica, que "é muito gratificante ser presidente de um povo assim, de uma nação assim".

JOS\303\211 COELHO

"Não sei como serão os outros presidentes da república em relação às suas nações, eu sei como é em relação a Portugal. Num momento crucial os portugueses nunca falham. Nunca falham. Conseguem fazer sopa de pedra, conseguem fazer, no meio do nada, tudo", sublinhou Marcelo Rebelo de Sousa.

O Presidente da República referia-se à conjugação de vontades e de apoios financeiros de diversas entidades - desde autarquia, Centro Hospitalar do Porto, empresas e particulares - que permitiu concretizar o projeto da Associação de solidariedade social "No Meio do Nada", orçado em 2,3 milhões de euros.

"Isso é mais uma razão para acreditar, vejam como um 'Kastelo' que começou como uma semente pequenina para cumprir uma missão que se queria pequenina, cumpre uma missão tão grande, tão enorme, tão importante. Também por isso saio daqui a acreditar naquilo que somos como pessoas e naquilo que somos como portugueses", disse.

O chefe de Estado lembrou que "o dia acordou com uma má notícia para a Europa", numa referência à vitória dos adeptos da saída do Reino Unido da União Europeia no referendo de quinta-feira.

"Naturalmente, eu que acompanhei durante a madrugada o que se passou, vinha para cá consternado, preocupado e a pensar como é que vamos responder a esta realidade, com determinação, com firmeza, com capacidade de entendimento, com humildade para mudar o que é necessário mudar, e de repente lembrei-me que ao lado das más noticias há outras muito boas notícias", disse, referindo-se à Casa Kastelo.

O Presidente da República disse ainda que "o que se leva da política são momentos" como o da inauguração de hoje, referindo que "o resto, as honrarias, as importâncias, os privilégios isso passa, dura um ano, dois anos, cinco anos, não interessam".

Presente também na inauguração, o ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, salientou que projetos como o do 'Kastelo' "dão sentido às palavras compaixão, compreensão e entreajuda".

"É por isso que ao Ministério da Saúde pouco mais restaria que não fosse apoiar (...) aquele que é hoje um projeto inédito em termos da Península Ibérica, a primeira unidade de cuidados continuados para que crianças com doença crónica", disse.

"O 'Kastelo' não é uma ideia fechada, o 'kastelo' é uma oportunidade de encontrarmos defesas sólidas contra a indiferença, contra o egoísmo, contra o isolamento e contra esta ideia tão errada que o Estado é tudo. O Estado é uma parte de nós e é por isso que esta iniciativa da sociedade se configura como uma aliança virtuosa entre pessoas, comunidade, privados, sociais e, naturalmente, o Estado através do Ministério da Saúde", frisou.

Salientou ainda a "generosidade do Centro Hospitalar do Porto que foi capaz de doar um espaço ao abandono para que ele fosse revitalizado pela melhor forma, que foi a forma de servir crianças que até aqui não encontravam as respostas de que precisavam".

"Ensinem-nos a fazer política desta maneira porque é assim que vale a pena fazer política, pelas pessoas, pelos portugueses e por Portugal", disse.

A nova unidade de Cuidados continuados pediátricos está situado em S. Mamede Infesta, Matosinhos, vai estar aberta 24 horas por dia, com uma unidade de dia e outra de internamento, com capacidade para acolher 30 crianças.

A unidade vai funcionar de modo experimental durante um ano e servir de modelo à expansão da rede prevista pelo Ministério da Saúde.

Lusa

  • Marcelo defende resposta rápida da UE
    0:56

    Brexit

    O Presidente da República diz que a resposta da União Europeia ao resultado do referendo no Reino Unido deve ser rápida, para afirmar os seus valores. Marcelo Rebelo de Sousa não esqueceu os portugueses que podem ser afetados por esta decisão.

  • Marcelo e Costa festejam o São João no Porto
    2:36

    País

    A noite de São João voltou a ter a presença de um Presidente da República. Marcelo Rebelo de Sousa estreou-se nessa função na noite mais longa e animada do Porto, assim como António Costa, que foi pela primeira vez na qualidade de primeiro-ministro.

  • DJ Avicii morre aos 28 anos

    Cultura

    Tim Bergling, conhecido por Avicii e um dos mais famosos DJ's do mundo, morreu aos 28 anos. A notícia foi avançada pelo site TMZ, que adianta que o DJ e produtor sueco foi encontrado morto esta sexta-feira em Muscat, em Omã, e os detalhes da morte ainda não são conhecidos.

    SIC

  • ERSE concluiu que estavam a ser pagos 165 milhões euros a mais à EDP
    0:53

    País

    José Gomes Ferreira afirmou esta sexta-feira que a ERSE -Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos concluiu que estavam a ser pagos 165 milhões de euros a mais do que o necessário à EDP. Contratos que foram postos em prática em 2007 por Manuel Pinho, na altura ministro da Economia.

  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • Porque erram os árbitros?
    2:03

    Desporto

    Num momento em que a polémica em redor da arbitragem está acesa e que nem o videoárbitro parece ter contribuído para a pacificar o futebol, em Leiria juntaram-se treinadores e homens do apito para se entender porque erram os árbitros.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Niassa foi o 4.º lince-ibérico libertado a ser atropelado em Portugal
    1:33

    País

    Uma fêmea de lince-ibérico foi encontrada morta com sinais de atropelamento na A22, próximo de Olhão. A fêmea, criada em cativeiro, tinha sido libertada no Vale do Guadiana em fevereiro de 2017. É o quarto lince-ibérico, que tinha sido libertado na natureza, que morre atropelado em Portugal.

  • "Há uma aceitação do lince no território"
    3:33

    País

    Apesar de já se terem registado em Portugal quatro atropelamentos de linces libertados na natureza, em entrevista à SIC, Pedro Rocha, do Departamento do Alentejo do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), disse que o programa de reintrodução "tem corrido bastante bem", não só devido às condições do habitat e disponibilidade de alimento, mas também porque "há uma aceitação do lince no território". Desde 2015, foram libertados no Vale do Guadiana 33 linces e 16 já nasceram em estado selvagem.

  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • O "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59