sicnot

Perfil

País

Marcelo encontra-se com o rei e o primeiro-ministro de Marrocos em Casablanca

O Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, vai fazer uma curta visita a Marrocos na segunda-feira, concentrada em Casablanca, onde terá encontros com o rei Mohamed VI e com o primeiro-ministro marroquino, Abdelilah Benkirane.

JOS\303\211 COELHO

O chefe de Estado português estará em Casablanca, centro económico de Marrocos, a 80 quilómetros da capital, Rabat, durante cerca de oito horas, e vai também encontrar-se com os presidentes das duas câmaras parlamentares marroquinas.

Marcelo Rebelo de Sousa vai deslocar-se num Falcon da Força Aérea, acompanhado pela secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Teresa Ribeiro. A saída de Lisboa está prevista para as 15:00 de segunda-feira e o voo de regresso deverá ser perto da meia-noite.

O primeiro ponto do programa desta visita é uma receção no Palácio Real de Casablanca pelo rei de Marrocos e pelo príncipe Rachid. Em seguida, o Presidente da República terá um encontro a sós com Mohamed VI, com troca de condecorações.

Ao início da noite, os dois chefes de Estado estarão novamente juntos, num jantar oferecido pelo Rei de Marrocos ao Presidente português, no Palácio Real.

Mais tarde, num hotel de Casablanca, Marcelo Rebelo de Sousa terá encontros, separados, com o chefe do Governo marroquino, Abdelilah Benkirane, e com os presidentes das Câmara dos Representantes do Parlamento, Rachid Talbi Alami, e da Câmara dos Conselheiros do Parlamento, Abdelhakim Benchamach.

Esta curta visita a um dos países geograficamente mais próximos de Portugal é a nona deslocação do Presidente da República ao estrangeiro desde que iniciou funções, há cerca de quatro meses, a 09 de março.

Na semana seguinte a tomar posse, Marcelo Rebelo de Sousa fez curtas visitas oficiais ao Vaticano e a Madrid, Espanha, uma de manhã e outra na tarde de 17 de março.

Depois esteve no Parlamento Europeu, em Estrasburgo, França, entre 12 a 13 de abril, e fez a primeira visita de Estado, entre 03 e 06 de maio, a Moçambique, após ter estado em Roma, para uma visita oficial a Itália, de 31 de abril a 01 de maio.

Seguiram-se uma visita oficial a Berlim, Alemanha, de 29 a 30 de maio, e uma deslocação a Paris, acompanhado pelo primeiro-ministro, António Costa, de 10 a 12 de junho, para comemorar, de forma inédita, o Dia de Portugal junto dos portugueses residentes na capital francesa.

Marcelo Rebelo de Sousa esteve ainda em Lyon, França, na quarta-feira passada, dia 22, para assistir ao terceiro jogo da seleção portuguesa de futebol da fase de grupos do Euro 2016, contra a Hungria.

Lusa

  • Marcelo defende reforma do Serviço Nacional de Saúde
    1:12

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa apelou hoje ao diálogo em torno da reforma do Serviço Nacional de Saúde. Esta tarde, o Presidente da República deu o exemplo do setor da saúde como uma das poucas áreas de entendimento em Portugal, durante a visita à Faculdade de Medicina Dentária, em Lisboa.

  • Marcelo diz que a audiência com o Papa foi "muito impressiva"
    2:35

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa deu a entender que o Papa Francisco aceitará o convite para visitar Portugal em 2017. Na primeira visita de Estado ao estrangeiro, o Presidente da República encontrou-se hoje no Vaticano com o chefe da Igreja Católica. Marcelo diz que a audiência com o Papa foi "muito impressiva" e que o Sumo Pontífice mostrou ter por Portugal e pelos portugueses.

  • Polícia belga deteve homem que conduzia entre a multidão em Antuérpia

    Mundo

    Foi hoje detido um homem que conduzia a alta velocidade no meio da multidão numa zona comercial de Antuérpia, na Bélgica. O suspeito já foi identificado, é francês e tinha várias armas no carro. As autoridades francesas suspeitam que o homem estava bêbedo e a tentar escapar à polícia, mas as autoridades belgas ainda não confirmaram esta versão.

    Em desenvolvimento

  • Neve corta estradas em Viseu
    2:04
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • As vantagens de comprar online
    8:03