sicnot

Perfil

País

Convenção do BE termina hoje com discurso de Catarina Martins

A X Convenção do BE termina hoje em Lisboa, com o discurso da porta-voz, Catarina Martins, estando presentes no encerramento o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Pedro Nuno Santos, e comitivas do PS, PCP, PEV e PAN.

JOS\303\211 SENA GOUL\303\203O

Os trabalhos do segundo dia da Convenção retomam às 09:30 no Pavilhão do Casal Vistoso para a conclusão da discussão das três moções de orientação política que estão a votos: moção A - "Força da Esperança - O Bloco à Conquista da Maioria", afeta à atual direção e que elegeu 523 delegados, a moção R - "Crescer pela Raiz - A radicalidade de reinventar a política", que elegeu 60, e a moção B - "Mais Bloco", que elegeu 33.

Pelas 11:00 está previsto o encerramento das urnas para eleição dos órgãos nacionais, a Mesa Nacional e Comissão de Direitos, e serão votadas as três moções.

A intervenção final do encerramento da Convenção ocorrerá de seguida.

No sábado, foi já conhecida a saída do antigo coordenador e deputado João Semedo da Mesa Nacional, que à agência Lusa assegurou que esta decisão não se prende com discordância, mas sim por considerar que "é tempo de ter outra forma de intervenção política e partidária".

A afirmação da distinção do BE em relação ao PS, partido que apoia no parlamento, levou o líder parlamentar, Pedro Filipe Soares, a afirmar que o bloco quer ser "a força mais forte do Governo de Portugal", assegurando contudo que estará sempre do lado da maioria parlamentar que reponha rendimentos e direitos.

"E à pergunta quer o Bloco de Esquerda ser Governo, a resposta é: quer ser a força mais forte do Governo de Portugal porque sabe que é assim que mais forte defende as pessoas", disse Pedro Filipe Soares na X Convenção do BE, no discurso de apresentação da moção A à reunião magna.

A questão do Brexit (saída do Reino Unido da União Europeia) decidida em referendo na quinta-feira pelos eleitores britânicos bem como fortes críticas aos decisores de Bruxelas estiveram também no centro do debate.

Durante o primeiro dia ouviram-se ainda algumas críticas de militantes menos relevantes à atuação da atual direção.

Depois de ter estado presente este ano nos congressos do CDS-PP e do PS, Pedro Nuno Santos estará hoje no encerramento da convenção bloquista, sessão que conta ainda com a participação de todos os partidos com assento na Assembleia da República, com a exceção do PSD e CDS.

Pelo PS estará a secretária-geral adjunta, Ana Catarina Mendes, para além dos dirigentes socialistas Carla Tavares e Francisco André.

Os comunistas deslocam-se ao pavilhão do Casal Vistoso a deputada Paula Santos e o membro do comité central Armindo Miranda. Pelo Partido Ecologista "Os Verdes" estará Rogério Cassona e Joana Silva e pelo PAN André Azevedo.

O BE foi fundado em 1999 por Francisco Louçã, Luís Fazenda, Miguel Portas e Fernando Rosas e através da aproximação da UDP, do PSR e da Política XXI, três partidos hoje sob a forma de associações políticas e que representam as correntes fundadoras do partido.

Desde as legislativas do ano passado, o partido tem o maior grupo parlamentar da sua história, somando agora 19 deputados na Assembleia da República depois de ter obtido 10,2% dos votos nas eleições de outubro de 2015.

Lusa

  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Turista italiano assassinado em favela do Rio de Janeiro
    1:01

    Mundo

    Um turista italiano de 52 anos foi assassinado numa favela do Rio de Janeiro, no Brasil, enquanto viajava com um amigo. Após várias horas com o gangue autor do crime, o amigo que se encontrava com a vítima acabou por ser libertado.

  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47