sicnot

Perfil

País

Marisa Matias diz que o Bloco de Esquerda não desiste da Europa

​A eurodeputada bloquista, Marisa Matias, respondeu hoje à direita e assegurou que o BE nem manda no Governo, nem perde as bandeiras, sublinhando que o Bloco não desiste da Europa, mesmo quando as políticas são as mais agressivas.

TIAGO PETINGA

No último dia da X Convenção do BE, que termina hoje em Lisboa, a ex-candidata presidencial afirmou que "a geringonça desorientou a direita", recordando que, apesar de durante anos o BE ter sido criticado por não assumir responsabilidades, é agora criticado por fazer parte de uma solução de Governo.

"Nem mandamos no Governo, nem perdemos as nossas bandeiras", respondeu Marisa Matias às críticas do PSD e do CDS-PP, que acusou de achar que só podia haver entendimentos naquele espetro político e que a esquerda estaria proibida de fazê-los.

O BE assinou em novembro passado um acordo de incidência parlamentar que viabilizou o Governo socialista de António Costa.

Sobre a União Europeia, a eurodeputada foi perentória: "não desistiremos da Europa, mesmo quando as políticas são as mais agressivas e liberais".

"Confrontamos a União Europeia não porque tenhamos mau feitio, mas porque sabemos que o projeto da União Europeia atual está caduco", justificou, rejeitando uma Europa "racista, xenófoba, castigadora dos povos, dos trabalhadores, predadora do estado social".

Porque a União Europeia "tem que ser feita com os povos e para os povos", Marisa Matias recordou que em Portugal o Bloco nunca desistiu do país.

"Lutamos para mudar Portugal e começamos já a mudá-lo", disse, assumindo que o objetivo é "mudar o mundo".

A ex-candidata presidencial assegurou que a atual convenção não é para o "autoelogio", assumindo que "o trabalho para fazer não é pouco".

"Cá estamos para lhes dizer que continuaremos a lutar contra o empobrecimento e pela dignidade", disse, dirigindo-se a todos os que votaram no BE.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.